Siga Nossas Redes Sociais

Futebol

Aos gritos de “Olé, Mister”, Flamengo é derrotado pelo Botafogo no Mané Garrincha

Escrito em

Foto: Vitor Silva/Botafogo FR

No estádio Mané Garrincha, o Botafogo venceu o Flamengo por 1×0. O Fogão chegou a sua terceira vitória no Brasileiro e subiu para o quinto lugar. Já pelos lados do Flamengo, a pressão em cima do técnico Paulo Sousa é cada vez maior e com a derrota no clássico deve aumentar ainda mais. Além disso, o Fla chegou ao terceiro jogo seguida sem vitória no Campeonato Brasileiro e caiu para o décimo quarto lugar. 

O próximo confronto do Flamengo é na quarta-feira (11) contra o Altos-PI, pela volta das oitavas de final da Copa do Brasil, às 19:30h, enquanto o Botafogo também joga pela Copa do Brasil e enfrenta o Ceilândia-DF, na quinta-feira (12), às 21:30.

o jogo

A partida começou estudada, porém não faltava animação das duas torcidas, que apoiavam muito suas equipes. Os times mostravam muita vontade, mas não conseguiam criar chances de perigo. Aos nove, Saravia deu um carrinho em Bruno Henrique, interrompendo um contra-ataque e levou o primeiro amarelo da partida. 

Aos 11’, Gustavo Sauer conseguiu a primeira chance do Alvinegro do duelo com chute de perna trocada pela esquerda. Logo em seguida, foi a vez do Rubro-negro, aos 13’, em cruzamento pela esquerda de Arrascaeta, William Arão cabeceou, Gatito tocou e a bola foi na trave. O lance animou a torcida e a equipe da Gávea, que passou a ir pra cima do adversário. 

Com 22’, Filipe Luis sentiu um problema e precisou ser substituído. Ayrton Lucas entrou seu lugar e em seus primeiros toques na bola deixou Gabigol na cara, mas Gatito defendeu. Aos 25’, em cruzamento pra área, o camisa 9 da Gávea mandou pra rede, mas o árbitro de vídeo assinalou impedimento. 

Luís Castro também resolveu mexer em sua equipe aos 28’, mas de maneira tática, com a entrada de Diego Gonçalves no lugar de Sauer. O camisa 11 caia mais pela direita. Aos 30’, Andreas arriscou de fora da área mas a bola subiu, logo depois Daronco determinou a parada técnica. 

Caindo pela direita, Victor Sá, aos 38’, conseguiu fazer boa jogada e cruzou, mas Hugo Souza encaixou. Dois minutos depois, Erison fez boa jogada pela direita, o arqueiro rubro-negro, mais uma vez, fez uma bela defesa.  A etapa inicial já estava terminando, quando em boa jogada de Bruno Henrique, o atacante deu o passe para Everton Ribeiro, que devolveu, o camisa 27 bateu pra uma defesa difícil de Gatito.

O Flamengo de Paulo Sousa voltou animado para etapa final e logo aos cinco minutos de jogo Arrascaeta cobrou falta perigosa. Entretanto, quem abriu o marcador foi o Glorioso. No lance seguinte, Arão errou um corte, a bola sobrou para Erison, que avançou, mandando uma bomba pro gol do adversário.  O Rubro-negro tentou voltar pro jogo, aos oito e aos doze, Bruno Henrique e Arrascaeta levaram perigo ao gol botafoguense, em uma Gatito defendeu e na outra a bola subiu. O mister do Flamengo tentou oxigenar a equipe colocando Rodinei e João Gomes.

Com 19′, houve um princípio de confusão entre as equipes. David Luiz dividiu com Erison, que reclamou que o zagueiro deixou a mão em seu rosto. Luís Castro também reclamou muito, o que provocou ira em Gabigol que chegou a chutar uma em direção ao banco do Alvinegro.  Após o entrevero, aos 23’, Rodinei cruzou, a bola passou por toda extensão da área e chegou em Gabigol, o atacante finalizou com perigo. Três minutos depois, Everton Ribeiro pegou a sobra e mandou no canto direito do gol do Fogão. 

Com a derrota no placar, a torcida flamenguista começou a ficar impaciente e os gritos de “Olé, Mister” começou a entoar nas arquibancadas. Paulo Sousa resolveu botar Lázaro e logo na primeira jogada do camisa 13, o garoto quase marcou.  Aos 40’, em bela jogada tramada do Bota, Diego Gonçalves chutou para uma boa defesa de Hugo Sousa. E logo o Flamengo respondeu, aos 42’, em jogada de Lázaro, mais uma defesa para Gatito, que teve uma berla atuação.

Com oito minutos de acréscimo, o Fla tentava ir pra cima. Aos 50’, as chances mais perigosas, primeiro de Arrascaeta, depois David Luiz, de cabeça. O zagueiro também perdeu mais uma chance clara de gol aos 52’ e com isso decretou a derrota do Flamengo. Com isso, a torcida do Mengão terminou a partida com gritos a favor de seu antigo treinador, Jorge Jesus.

Suspeita de superlotação 

Por volta dos 40 minutos da primeira etapa, começou uma movimentação intensa da Polícia nas dependências do Estádio Mané Garrincha, o motivo: torcedores do Flamengo estava tentando invadir o espaço destinado à imprensa/torcida do Botafogo. O estádio estava lotado e não havia mais espaços liberados, com isso a Polícia fez um cordão para a separação das torcidas e acomodou os torcedores. 

CAMPEONATO BRASILEIRO – 1º TURNO – 5ª RODADA

FLAMENGO 0-1 BOTAFOGO

08.05.22 – ESTÁDIO MANÉ GARRINCHA – BRASÍLIA/DF

Árbitro: Anderson Daronco (RS) (FIFA)

Assistente 1: Bruno Boschilia (PR) (FIFA)

Assistente 2: Rafael da Silva Alves (RS) (FIFA)

Quarto Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF) 

Arbitro de Vídeo: Daniel Nobre Bins (RS)

Público: 54.981

Renda: R$ 4.800.370,00

Gols:

Erison (Botafogo)

Cartões Amarelos: 

Andreas (Flamengo)

Saravia, Luis Oyama, Luis Castro (T) (Botafogo)

FLAMENGO

Hugo; Isla (Rodinei), William Arão,David Luiz, Filipe Luis (Ayrton Lucas); Andreas (Lazaro), Thiago Maia (João Gomes), Everton Ribeiro; De Arrascaeta, Bruno Henrique, Gabigol

Técnico: Paulo Sousa

BOTAFOGO

Gatito Fernandez, Saravia (Hugo), Kanu, Victor Cuesta, Daniel Borges; Tche Tche, Luis Oyama, Lucas Fernandes (Del Piage); Gustavo Sauer (Diego Gonçalves), Victor Sá, Erison (Matheus Nascimento)

Técnico: Luís Castro

Continue Reading
P