Siga Nossas Redes Sociais

Vôlei

Minas Tênis Clube vence novamente Praia Clube Uberlândia e fatura a Superliga Feminina 2021/22

Escrito em

Foto: Wander Roberto/Inovafoto

Dentil/Praia Clube e Itambé/Minas voltaram ao ginásio do Nilson Nelson para jogar a segunda partida das finais da temporada 2021/22 da superliga feminina. Diante de um público de 9.129 torcedores, o time de Belo Horizonte venceu por 3 sets a 1, com parciais de 26×24,18×25, 25×15 e 25×17, em 2h05min de partida e se consagrou tricampeão da superliga feminina de vôlei. A oposta Kisy foi eleita a melhor jogadora da partida e levou o troféu Viva Vôlei.

Eleita a MVP, melhor jogadora da superliga, a levantadora Macris (Itambé/Minas) tem uma relação com Brasília, isso porque a levantadora medalhista de prata com a seleção brasileira nas olimpíadas de Tóquio jogou as temporadas 2015/16 e 2016/17 pelo Brasília Vôlei. Após a conquista, Macris, que provavelmente está malas pronta para jogar na Turquia, falou sobre as dificuldades que o time enfrentou na temporada.

“Esse momento é muito especial, não é só sobre chegar em uma final e vencer o título, é sobre toda uma trajetória. Foi uma trajetória muito dura, se no inicio você me perguntasse se tudo isso iria acontecer, era difícil pensar nisso naquele momento. Então tivemos que focar na construção do dia a dia, saber resistir o máximo possível as pancadas que a gente tava recebendo e resistir para poder construir algo, buscar nosssa identidade e encontramos isso no grupo”, disse a levantadora do Minas e da seleção brasileira.

A seleção do campeonato ficou assim:

Melhor levantadora: Macris (Itambé/Minas)

Melhor oposta: Nia Reed (Sesi/Bauru)

Melhor ponteira: Neri Ozsoy (Itambé/Minas)

Melhor ponteira: Peña (Sesc/Flamengo)

Melhor central: Thaísa (Itambé/Minas)

Melhor central: Carol (Dentil/Praia Clube)

MVP: Macris (Itambé/ Minas)

Craque da galera: Carol (Dentil/ Praia Clube)

O jogo

No primeiro set, o Praia começou melhor e abriu 3×1 logo no início do set, mas o Minas em patou em 3×3 após a Neri aproveitar o contra ataque. Praia voltou a abrir em 8×3 após dois pontos de bloqueio, um ace e um erro de ataque do time do Minas.

O Minas conseguiu diminuir a diferença para 10×9 após uma boa passagem da Macris pelo saque e chegou ao empate no 12×12. O Praia voltou a abrir em 16×14 após um erro de ataque do Minas.

A equipe do Minas virou a parcial em 19×18 após um ace da Carol Gattaz. Na parte final do set, o Praia retomou a liderança em 21×19 após um ponto de saque. O Minas empatou em 23×23 após um ponto de saque da Pri Daroit. O Minas acabou vencendo a parcial por 26×24 e abriu um set a zero na partida.

No segundo set, a primeira parte da parcial foi com as duas equipes trocando pontos, sem nenhuma equipe desgarrar no placar como foi na parcial anterior, até o Minas abrir 9×7. Praia empatou em 9×9 após um erro de ataque da Thaísa e chegou no 11×9 após um erro de ataque da Neri.

Praia abriu 14×11 após um erro de ataque do Minas. A equipe de Uberlândia abriu a maior diferença na partida em 19×13 após aproveitar um contra-ataque. Com uma boa vantagem no placar, o Praia fechou o set de forma tranquila em 25×18 e empatou a partida em um set a um.

No terceiro set, o Minas começou na frente e abriu 4×1 após dois erros de ataque do time de Uberlândia. O time de Belo Horizonte continuou abrindo frente fazendo 12×5 após um ponto de ataque da Thaísa, essa é a maior vantagem do Minas na partida até então.

Após um ponto de ataque da Kisy, o Minas abriu 15×5. Com uma ampla vantagem no placar e um time do Praia abatido na parcial, o Minas venceu o set por 25×15 e virou a partida em dois sets a um.

No quarto set, o Minas começou abrindo 2×0 após um ponto de bloqueio. A parcial prosseguiu com o time de Belo Horizonte mantendo a vantagem mínima de dois pontos até 13×6 quando o Minas ampliou a vantagem com cinco pontos de bloqueio consecutivos.

Minas chegou a abrir o dobro de pontos em 14×7 após um ponto de ataque da Kisy, e fez 15×8 após a líbero Leia defender um ataque do Praia e a bola cair do lado do time de Uberlândia.

Com uma boa vantagem obtida durante o set, o Minas fechou a parcial por 25×17, venceu a partida por três sets a um e conquistou o seu terceiro título consecutivo da superliga feminina.

Ana Paula Freire é formada em jornalismo pela Universidade Católica de Brasília e tem na bagagem a cobertura dos Jogos Olímpicos de Londres 2012.

Continue Reading
P