Na noite deste domingo (30) o Brasil encerrou a sua participação na etapa de Brasília da Liga das Nações e da fase classificatória. Jogando no ginásio do Nilson Nelson, a seleção comandada por Renan Dal Zotto jogou contra a seleção da Itália e venceu por três sets a um, com parciais de (26×28, 25×22, 25×18 e 25×19) e terminou a fase classificatória na liderança com 14 vitórias e apenas uma derrota. No primeiro jogo do dia, a seleção francesa venceu o Canadá por três sets a zero.

Uma das maiores surpresas nessa fase classificatória da Liga das Nações foi o levantador Cachopa. Assumiu a titularidade nas duas primeiras semanas com a ausência do Bruno e agarrou a oportunidade.

“Durante todo esse período eu tentei dar o meu melhor o tempo inteiro, de uma forma ou de outra eu acabaria crescendo em alguns aspectos, jogando, vivenciando algumas situações diferentes, tendo mais responsabilidade, eu tenho aprendido muito”, afirmou o levantador.

O treinador Renan Dal Zotto conclui afirmando a evolução do levantador nesse pouco tempo com a equipe. “Assumiu uma posição de titular nas duas primeiras semanas sem ter o Bruno por trás e correspondeu então é um garoto que tem um futuro tremendo, uma maturidade fantástica para suportar uma pressão enorme”, completou o treinador.

Brasil venceu Itália por 3 sets a 1 e fechou a etapa de Brasília da Liga das Nações com 100% de aproveitamento – Foto: Patricy Albuquerque/Agência EB

O JOGO

No primeiro set, a Itália começou na frente e abriu 4×1 no inicio da partida. Brasil empatou antes da primeira parada técnica em 7×7 após dois erros de ataque da seleção italiana. O time brasileiro virou a parcial em 10×9 após um ponto de ataque do Alan. A Itália chegou ao segundo tempo técnico vencendo por 16×13.

O Brasil chegou ao empate em 17×17 após um ponto de ataque do Alan. O set continuou equilibrado até o final quando a Itália teve dois set points e o Brasil empatou em 24×24. A Itália foi melhor na reta final e venceu o set por 28×26 e abriu um set a zero na partida.

No segundo set, o Brasil sofreu uma baixa no começo do set. O central Mauricio Souza sofreu uma lesão no tornozelo esquerdo e foi substituído pelo Isac. O Brasil chegou a primeira parada técnica vencendo por 8×7. Após a parada foi a Itália quem voltou melhor e virou o set em 10×8. Brasil empatou o set em 15×15 após um ponto e ataque do Lucarelli.

A Itália voltou a abrir na reta final do set fazendo 20×18. O Brasil virou a parcial em 22×21 após um ponto de ataque do Alan. A seleção brasileira abriu uma vantagem na reta final do set e venceu a parcial por 25×22 e empatou a partida em um set a um.

No terceiro set, o Brasil começou abrindo 2×0 após um ponto de bloqueio do Alan. A equipe brasileira continuou abrindo vantagem em 6×2 após um ponto de bloqueio do Flávio. Brasil chegou ao primeiro tempo técnico vencendo por 8×5. A seleção brasileira se manteve na frente na metade do set e chegou a segunda para com uma vantagem ainda maior em 16×9. Com um set bastante tranquilo para o Brasil, o time comandado por Renan Dal Zotto fechou a parcial por 25×18 e virou a partida em dois sets a um.

No quarto set, os dois times começaram trocando pontos até a primeira parada técnica quando o Brasil abriu 9×7 após um ponto de bloqueio do Lucarelli. A equipe brasileira se manteve sempre com dois, três pontos de vantagem durante a maior parte da parcial e chegou ao segundo tempo técnico vencendo por 16×14.

Com o jogo bem controlado, o Brasil fechou o set por 25×22 e venceu a partida por três sets a um, terminando a campanha na fase classificatória da Liga das Nações com a melhor campanha, (14 vitórias e uma derrota).