Siga Nossas Redes Sociais

Futebol

Veja o que deve mudar em Brasiliense e Capital na semi do Candangão

Escrito em

Foto: Stefany Fernanda/Esportes Brasília

Não faltaram farpas entre Brasiliense e Capital naquele já distante jogo da oitava rodada da primeira fase. Escolta reforçada para os diretores do Tricolor depois de confusão à beira do campo com o analista visitante, dedo na cara de membros da arbitragem… até mesmo as pazes feitas entre a diretoria do Jacaré e a organizada depois da vitória mínima.

Esta se fez notar depois de um belo gol de Júlio Lima, na segunda etapa. Antes disso, o Coruja punha duas bolas na trave e fora mais criativo no primeiro tempo. Não à parte e cumprindo com as tensões, também teve empurrões e discussões acaloradas no intervalo e após o apito final. A questão que fica é: o que muda para um jogo de mata-mata? O que se pode ver de diferente no jogo desta quinta-feira (21), às 20h30?

Retoques e gestão

Esclarecida a situação de um intenso calendário do Ense pelo próprio presidente Luiz Estevão, em entrevista exclusiva à EB, a prioridade é clara no Candangão. Com 66 atletas inscritos, o time auribranco tende a utilizar a formação alternativa pelo menos no duelo de ida da Copa Verde ante o Cuiabá, com confrontos nas próximas duas quartas-feiras (20 e 27), sendo que a volta será no Mato Grosso.

Os jogadores fora da primeira lista do Brasiliense integraram outros clubes envolvidos na gestão direta do executivo: Samambaia e Ceilandense. Deste último, inclusive, surgiu alternativa para uma referência de ataque, sendo a única dúvida no 11 inicial, além do estado físico do lateral-direito Caetano. Assim, Vilson Tadei deve mandar a campo: Ravel; Netinho (Caetano), Gustavo Henrique, Igor Morais e Júlio Lima; Aldo, Tarta e Gustavo Lila; João Santos, Tobinha e Gabriel Pedra (Luquinhas ou Joãozinho).

Cabeça fria ou clima de guerra?

Não ficam dúvidas que houve azar do Capital no primeiro encontro do ano contra o Jacaré. O fator psicológico certamente será fator para o duelo de ida destas semifinais. Resta saber se a equipe irá com ainda mais sangue nos olhos ou com ares mais calmos para um jogo de ainda mais valor em relação a um duelo de fase inicial. Sobretudo pela expectativa de revanche contra o único capaz de bater a formação do Paranoá no atual Candangão.

Para qualquer dos efeitos, e sabendo da volta no Estádio JK em questão de apenas 67 horas depois do apito inicial no Serejão, o técnico Paulinho Kobayashi contou com maior tempo de preparação e com todo o elenco à disposição. Assim deve formar com: Luan; Everton Silva, Lucas Oliveira, Éder Lima e Renan Luís; Felipe Guedes, Marconi e Romarinho; Jaílson, Deisinho e Wallace Pernambucano. Brasiliense x Capital é um jogo que você acompanha com imagens no YouTube da Esportes Brasília a partir de 19h50.

Narrador Esportes Brasília desde 2022; Currículo com duas Supercopas do Brasil e uma Copa do Mundo, além de extensa cobertura do futebol, futsal e basquete da capital federal; Colunista EB no Nó Tático, às segundas-feiras.

P