Siga Nossas Redes Sociais

Copa do Mundo Sub-17

Bezerrão segue em obras a 30 dias da abertura da Copa do Mundo da FIFA Sub-17

Escrito em

Faltam 30 dias para o pontapé inicial da Copa do Mundo da FIFA Sub-17. No próximo dia 26 de outubro, o Brasil enfrenta o Canadá na abertura da competição, no estádio Bezerrão, no Gama.

Para comemorar a data, o Comitê Organizador da competição recebeu a imprensa no estádio, que está em obras aceleradas para a estreia do torneio, para conversar com o zagueiro pentacampeão Lúcio, que joga pelo Brasiliense, e o também zagueiro Anailson, com passagens pelo Marília e São Caetano, e que foi campeão pelo Brasil em 1997 do Sub-17.

“É uma alegria, não só de estar aqui novamente, mas a cidade receber esse mundial. É importante para a cidade. É um torneio que vai trazer visibilidade e é uma atração que todos que gostamos de futebol, estaremos na torcida para que seja um excelente mundial”, garantiu Lúcio.

Estádio Bezerrão está em obras aceleradas para a Copa do Mundo da FIFA Sub-17 – Foto: Rener Lopes/Agência EB

Obras e Legado Pós-Copa

O secretário de esportes, Leandro Cruz, explicou a situação de que o Mané Garrincha, considerado o maior palco do futebol da cidade, não foi utilizado para o treino das equipes, afirmando que a Copa do Mundo da FIFA Sub-17 deve ser realizado em locais menores.

“Nenhuma sede está recebendo a Copa no principal palco da cidade. Essa é a característica dessa competição. Não é uma competição pra levar 76 mil pessoas pro estádio e, por isso, não faz sentido nenhum levar pro Mané Garrincha. Essa é uma competição para o Gama. Um estádio pra 20 mil pessoas, com condições para receber essa competição e que vai sair muito melhor do que entrou. Nós teremos um estádio muito bem equipado que poderá receber esse tipo de competição”, afirmou o secretário.

Faltando pouco mais de 30 dias, o estádio Bezerrão recebeu uma série de reformas, como a retirada de alambrados e colocação de placas de acrílico, separando os torcedores dos bancos de reservas, a implementação de grama feita por uma máquina holandesa, alugada pela FIFA, entre outras melhorias.

Segundo Ricardo Trade, tudo seguirá como legado para a cidade após a competição. O diretor de competições da FIFA entende que são benefícios caros e que estarão a disposição de quem for administrar o local.

“Estamos trocando torres de iluminação, limpando as lâmpadas e arquibancadas, realizando melhorias do gramado, as máquinas de corte que vão ficar, a pintura e reformas do local, materiais esportivos dos bancos de reserva e do quatro árbitro que vão ficar, dois pares novos de trave, enfim tudo isso fica como um legado incrível. Tudo foi adquirido pela FIFA, sem recurso público, e ficará a disposição de quem coordenar o local”, ressaltou.

Contudo, o dirigente explicou que, como tradicionalmente acontece, a FIFA não divulga os valores investidos no estádio.

No dia 26, data da abertura da Copa do Mundo da FIFA Sub-17, o estádio receberá dois jogos: Brasil x Canadá e Nova Zelândia x Angola. Os ingressos já estão à venda no site oficial da entidade.

Rener Lopes é jornalista formado pela Universidade Católica de Brasília (UCB); Atua na mídia esportiva desde 2006. Já teve passagens pelas rádios Paranoá FM, Comunidade FM do Gama, Transamérica FM Brasília, Bandeirantes AM Brasília e Ativa FM Brasília. Tem no currículo três olimpíadas (Atenas 2004, Londres 2012 e Rio 2016), duas Copas do Mundo (Brasil 2014 e 2019) e uma Copa América (Brasil 2019).

Continue Reading
Clique para deixar seu comentário

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

P