Siga Nossas Redes Sociais

Futebol

Luziânia e Brasiliense ficam em branco no Serra do Lago

Escrito em

No jogo entre os times da parte de cima da tabela, Luziânia e Brasiliense ficaram no zero neste domingo (20), no estádio Serra do Lago. Muitas oportunidades foram criadas, mas os 1.559 pagantes ficaram com o grito de gol preso na garganta. O jogo foi igual e cada time foi superior em um tempo, fazendo com que o empate acabasse por ser justo.

O jogo
O técnico Ricardo Antônio escalou o Luziânia com três grandes desfalques. Aldo, Thompson e Lucas Garcia.

No primeiro tempo, o Luziânia foi superior e assustou logo aos três minutos. Dan roubou a bola no campo de ataque e partiu em direção ao gol. André Luis matou a jogada na entrada da área e tomou o primeiro cartão do jogo. Na cobrança, Rodriguinho bateu no canto do goleiro Genivaldo, que pulou e jogou a bola para escanteio.

Aos 24 minutos, o lateral direito Lesson invaiu a área e rolou para Willian Sarôa, mas o camisa sete jogou por cima da trave. Três minutos depois, foi a vez de Dan fazer a festa pela direita, carregou até a entrada da área, mas pecou na finalização.

No final do primeiro tempo, o Brasiliense acordou e chegou com perigo. Peninha chutou da entrada da área e assustou Sucuri. Aos 44 minutos, o camisa 10, Ramon, chutou com muita força e obrigou o goleiro azulino a grande defesa.

Na segunda etapa, o jogo demorou para esquentar novamente. O técnico Luis Carlos arrumou o setor defensivo do Jacaré e não tomou grandes sustos. Assim, o time amarelo tomou conta do jogo e quase abriu o placar no abafa. André Luis cabeceou a bola vinda do escanteio e Kaká, dentro da pequena área, chutou em cima do goleiro.

Pelo Luziânia, nem a entrada do talismã Tatuí mudou a cara do time e o Brasiliense continuou na pressão. Mais uma vez André Luís ganhou no alto e cabeceou, dessa vez direto para fora.

Faltou um minuto, professor?
A grande polêmica da partida veio na reta final de jogo. O árbitro Rafael Diniz deu cinco minutos de acréscimo, mas terminou a partida com 49 minutos do segundo tempo, gerando revolta do treinador do Brasiliense, já que o time amarelo estava pressionando o Luziânia. “Eu fui reclamar com ele porquê faltou um minuto. Não entendi isso”, disse Luis Carlos Souza.

Apesar de ter o melhor ataque da competição, o azulino goiano não marca a dois jogos (0x0 contra Gama e Brasiliense). O próximo confronto do Luziânia é o jogo atrasado contra o Brasília, válido pela oitava rodada. A partida será disputada no Abadião nesta quarta-feira (23), às 15h30, com transmissão da Esportes Brasília. Jà o Brasiliense tenta retomar o caminho das vitórias contra o virtualmente rebaixado Planaltina no Augustinho Lima, no domingo (27), às 15h30.

CAMPEONATO BRASILIENSE – 9ª RODADA
LUZIÂNIA 0-0 BRASILIENSE

Público: 1.559 pagantes
Renda: R$ 11.990,00
Cartões amarelos: Alcione (Luziânia); Vitor Felipe e André Luís (Brasiliense)

Luziânia:
Edmar Sucuri, Lesson Santos, Rodrigo Barros, Peri e Marquinhos; Alcione, David (Tatuí) e Rodriguinho (Caio); Willian Sarôa (Jorge Luíz), Allanzinho e Dan.
Técnico: Ricardo Antônio

Brasiliense:
Genivaldo, Patrick, Vitor Felipe, André Luís e Kaká; Felipe, Caio (Weldon), e Ramon (Gilvan); Matheus Lacerda, Matheuzinho e Peninha (Acleisson).
Técnico: Luis Carlos Souza

 

Continue Reading
Clique para deixar seu comentário

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

P