Em confronto que começou morno e esquentou no final, Brasília e Planaltina empatam em 2×2 na arrancada da Segundinha do Candangão. Jogando no estádio Nacional Mané Garrincha, as equipes anotaram o terceiro empate da primeira rodada da competição.

O jogo

A partida começou com as duas equipes partindo para pressão. Agenor deu o primeiro chute ao gol do goleiro Márcio Fernandes com apenas um minuto de jogo. O Brasília respondeu com Vitin, que recebeu bom passe no comando de ataque e finalizou por cima do gol de Jonny. Aos quatro minutos, Pedro Balú alçou bola na área do Planaltina e o ataque do colorado cabeceou com perigo para fora. Em seguida, Moura finalizou para a boa defesa de Márcio Fernandes.

O jogo estava “lá e cá”. Tanto que, aos 12 minutos da primeira etapa, o Brasília encaixou excelente contra-ataque com Vitin pelo lado esquerdo. O camisa 20 rolou para trás e Igor Kopke finalizou para fora. Três minutos depois, Anderson pegou sobra de espanada de Agenor e finalizou à queima roupa de Márcio Fernandes que operou um milagre no Mané Garrincha.

Após os 20 minutos de partida, os ânimos se arrefeceram e o toque de bola do Planaltina passou a ser tônica do jogo. O Brasília, por sua vez, especulava um contra-ataque e levava perigo quando o encaixava. O primeiro tempo terminou sem a rede balançar no Mané Garrincha.

Na segunda etapa de partida, o Brasília chegou bem em duas bolas paradas. Na primeira, após o desvio no primeiro poste, o ataque colorado finalizou para a defesa de Jonny. Na segunda, Vitin chutou com perigo e a bola passou por toda a extensão da área do Planaltina. A resposta do Planaltina foi veloz. Aos oito minutos da segunda etapa, Chimaobi aproveitou a falha clamorosa da zaga do Brasília, fintou Márcio Fernandes e botou no fundo da rede, abrindo o placar.

O Brasília passou a tentar muito nas bolas paradas e nos lançamentos longos. Aos 25 minutos da etapa final, a equipe colorada reclamou de pênalti em cima de Clésio Cebolinha, mas a arbitragem mandou seguir. Contudo, o Brasília não desistiu. Quatro minutos depois, Gazito acertou um belo voleio na entrada da área após bom cruzamento da ponta direita. Um golaço do colorado.

Gazito marcou um golaço no segundo tempo – Foto: Gabriel Nunes/Brasília FC

Depois do gol, o Brasília avançou e o Planaltina recuou buscando os contra-ataques. A definição da partida veio apenas nos acréscimos. Aos 48 minutos da etapa final, Clésio Cebolinha aproveitou sobra de levantamento na área e mandou pra rede, anotando o gol que daria a vitória ao time colorado. Daria. Isso porquê, três minutos depois, o Planaltina partiu pra cima e arrancou o empate. Após cobrança de falta pela direita, Selson desviou de cabeça, matando o goleiro Márcio Fernandes e dando números finais a partida.

Na próxima rodada, a segunda da competição, o Brasília visita o Samambaense em local a ser confirmado. Já o Planaltina recebe o Legião no estádio Diogão.

CAMPEONATO BRASILIENSE – 2ª DIVISÃO
BRASÍLIA 2-2 PLANALTINA
25.08.2019 – ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRINCHA

Gols: Chimaobi (8’ 2°T) e Selson (51’ 2°T) – Planaltina; Gazito (29’ 2°T) e Clésio Cebolhinha (48’ 2°T) – Brasília.

Público: 211 pessoas
Renda: R$ 2.859,00

Cartões Amarelos:
Yuri Jesus, Clésio Cebolinha e Erisson (Brasília);
Paulo, Dos Santos, Wesley (Planaltina).

Brasília:
Márcio Fernandes; Pedro Balú (Yuri Jesus), Leandro Bahia, Hiago e Ramon; Ribeiro, Juninho e Igor Kopke (Thiaguinho); Gazito, Erisson (Clésio Cebolinha) e Vitin.
Técnico: PC Alencar

Planaltina:
Jonny; Selson, Dos santos, Wesley, Sallas (Gustavo Porto); Agenor, Moura e Gordo; Chimaobi (Thiaguinho), Cardoso (Luizinho) e Anderson.
Técnico: Jorge Medina