O profissionalismo no futebol brasileiro tem que continuar evoluindo, pois são centenas, milhares de profissionais que tiram o sustento de suas famílias através dos contratos de trabalho com clubes esportivos do Brasil.

Uma novidade no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF nesta sexta-feira (19) são os registros de contratos profissionais dos técnicos de Ceilândia e Luziânia, que representarão o Distrito Federal na série D do Campeonato Brasileiro.

Adelson de Almeida, 46 anos, foi duas vezes campeão do Distrito Federal à frente do Ceilândia. É o atual vice-campeão candango e teve o contrato publicado no BID da CBF como treinador de futebol.

Luis Carlos dos Santos Souza, ou simplesmente Luis Carlos Souza, teve o nome inscrito no Boletim Informativo da CBF como treinador do Luziânia. Ele foi campeão da Copa Verde com o Brasília Futebol Clube em 2014.

Com 54 anos, o comandante do azulino goiano quer levar a equipe até a busca de uma vaga na série C do ano que vem. Com certeza, é uma nova era no relacionamento profissional no atual futebol brasileiro.

Nomes de treinadores agora também devem constar no Boletim Informativo Diário da CBF - Foto: Reprodução/Site CBF
Nomes de treinadores agora também devem constar no Boletim Informativo Diário da CBF – Foto: Reprodução/Site CBF

Já dentro de campo, no Luziânia, os jogadores Vitor Hugo, Tom, Jorginho, Vitinho, Hyago, Baiano, Dedê, Pedro Ayub, Thiago Fernandes, Gilvan, Pedro Henrique, Rafael, Léo Rodrigues, Thompson, Márcio Fernandes e Giba estão regularizados e à disposição do técnico Luis Carlos Souza para a estreia na série D na segunda-feira, a partir das 19h30, frente à Aparecidense, na cidade goiana de Aparecida de Goiânia.

Pelo lado do Ceilândia, o técnico Adelson de Almeida conta com os jogadores Leandro Love, Carlos Henrique, Humberto, Wanderson, Rafael, Wadson, Tcharles, Dadinho, Pedrão, Leonardo, Arthur, Romarinho e Didão, pois todos tiveram seus nomes contando no BID da CBF. O Ceilândia estreia no Abadião neste domingo, a partir das 16 horas, pelo grupo A10 da série D, frente ao Anápolis/GO.

Compartilhar