Com informações da Agência Brasil

A Copa do Mundo Rússia 2018 tem início nesta quinta-feira (14), ao meio-dia, com o jogo entre as seleções do país anfitrião e da Arábia Saudita, no histórico Estádio Luzhniki, em Moscou, palco da Olimpíada de 1980, e que foi reformado para a competição da Federação Internacional de Futebol (Fifa).

Antes da bola rolar, a festa oficial de abertura pretende mostrar um pouco da cultura russa para o mundo e para o público presente no estádio. O evento, diferentemente das outras cerimônias, terá a duração de apenas 13 minutos.

O árbitro principal da partida é o argentino Néstor Pitana, de 42 anos. Ele terá como auxiliares os também argentinos Hernán Maidana e Juan Pablo Bellati. Pitana participou da Copa de 2014, no Brasil, apitando quatro jogos, um deles das quartas-de-final, quando a Alemanha venceu a França por 1×0 no Maracanã, no Rio de Janeiro.

A seleção russa que entrará em campo nesta quinta-feira poderá ter na lateral-direita um brasileiro naturalizado russo: Mário Fernandes. O atleta foi revelado pelo Grêmio e atualmente integra o CSKA Moscou, onde chegou em 2012. Mário faz parte da seleção da Rússia desde o ano passado.

Seleção Russa treina no estádio em Luzhniki, palco da estreia da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018 - Foto: Konstantin Rybin/RFS
Seleção Russa treina no estádio em Luzhniki, palco da estreia da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018 – Foto: Konstantin Rybin/RFS

Anton e Alexei Miranchuk são os gêmeos destaques do time russo. Os dois jogam no meio de campo e são estreantes em Copa. O time mais provável que deverá entrar em campo é formado por Akinfeev, Mário Fernandes, Granat, Ignashevich e Kudryashov; Zobnin, Golovin, Zhirkov e Samedov; Miranchuk e Smolov.

A Arábia Saudita disputa a quinta Copa do Mundo. Anteriormente, a equipe do oriente médio participou das copas de 1994, 1998, 2002 e 2006. A equipe saudita conseguiu a classificação para a Rússia disputando as eliminatórias asiáticas na mesma chave de Austrália e Japão. Apesar de não ser a favorita, superou a Austrália no saldo de gols. Os australianos também se classificaram, mas na fase de repescagem.

O melhor resultado da Arábia Saudita foi na Copa de 1994, nos Estados Unidos, onde chegou até as oitavas-de-final. Atualmente, o treinador é o argentino naturalizado espanhol Juan Antonio Pizzi. Osama Hawsawi, zagueiro de 34 anos, é o destaque. Pizzi deve colocar em campo hoje os seguintes jogadores: Al-Mosailem, Al-Shahrani, Omar Hawsari, Osama Hawsari, Al-Harbi, Otayf, Al-Jassam, Al-Shehri, Al-Muwallad, Al-Dawsari e Al-Sahlawi.

Compartilhar