Debaixo de um sol escaldante na manhã deste sábado (29), no estádio Bezerrão, no Gama, o Capital sagrou-se campeão nos pênaltis e levantou o caneco da Segundinha 2018.

Após cinco anos, a Coruja voltou a jogar uma final de campeonato. Já o Taguatinga, com os cinco títulos distritais que possui, não disputava uma decisão desde 1998. As duas equipes já entraram em campo classificadas para o Candangão 2019, após deixarem os adversários para trás no último sábado (22), Planaltina e Legião.

O jogo
O primeiro tempo do jogo teve poucas chances de gol. O Capital, tendo uma jovem equipe, não conseguia furar a defesa do experiente time do Taguatinga. Dessa maneira, o jogo ficou complicado para as duas equipes durante toda a primeira etapa. A alta temperatura também influenciou para que o placar do jogo ficasse em 0x0 na ida dos times para os vestiários.

Calor foi fator crucial para o empate no primeiro tempo. Temperatura atingia a casa dos 31º no Bezerrão - Foto: Nonato Borges/Galera Candanga
Calor foi fator crucial para o empate no primeiro tempo. Temperatura atingia a casa dos 31º no Bezerrão – Foto: Nonato Borges/Galera Candanga

O Capital teve duas grandes chances de abrir o marcador. Uma com o atacante Jobson e outra com Wisman. Já o Taguatinga não cedeu e partiu para o ataque fazendo com que o goleiro Matheus Lorenzo realizasse boas defesas.

Os times voltaram para a segunda etapa da partida com mais determinação, e com algumas mudanças táticas feitas pelos técnicos, o jogo ficou mais emocionante. Logo aos 11 minutos, Tarta recebeu um passe açucarado pela direita, invadiu a grande área e bateu cruzado, abrindo o placar para o Taguatinga.

Após as mexidas do técnico Ricardo Antonio, Tarta abriu o placar para o Taguatinga - Foto: Nonato Borges/Galera Candanga
Após as mexidas do técnico Ricardo Antonio, Tarta abriu o placar para o Taguatinga – Foto: Nonato Borges/Galera Candanga

Porém, a vantagem durou pouco tempo, pois o baixinho Dougão, aos 17 minutos, aproveitou o rebote do goleiro Edmar Sucuri para empatar, de cabeça, a final da Segundinha.

E assim, os números da partida permaneceram iguais durante o tempo regulamentar, levando o jogo para à prorrogação. Com mais 30 minutos de bola rolando, não houve gol, encaminhando o confronto para as penalidades máximas.

A emoção ficou guardada para o final. As cobranças terminaram em 4×4 e, com a indecisão, a série foi para a parte alternada. Com isso, os goleiros tiveram papel crucial na decisão. O destaque ficou para o goleiro Matheus Lorenzo, que pegou a cobrança de Marcos, do Taguatinga, e garantiu o caneco para o Capital.

Capital vence Taguatinga nos pênaltis e é o campeão da segunda divisão 2018 - Foto: Nonato Borges/Galera Candanga
Capital vence Taguatinga nos pênaltis e é o campeão da segunda divisão 2018 – Foto: Nonato Borges/Galera Candanga

As equipes vão ter bastante tempo para se preparar, pois voltarão a disputar um campeonato oficial apenas em janeiro de 2019, quando começa a série A do Campeonato Brasiliense.

CAMPEONATO BRASILIENSE – SEGUNDA DIVISÃO – FINAL
TAGUATINGA 1-1 CAPITAL – TEMPO NORMAL
TAGUATINGA 4-5 CAPITAL – PENALIDADES MÁXIMAS
29.09.2018 – ESTÁDIO BEZERRÃO – GAMA/DF

Árbitro: Rodrigo Raposo/DF
Público: 236 pagantes
Renda: R$ 2.360,00

TAGUATINGA
Edmar Sucuri; Amaral, Badhuga, Índio e Gleissinho; Radamés, Thompson, Tarta e Maninho (Jean Felipe); Clécio (Marcos Douglas) e Kelvin (Shaolin).
Técnico: Ricardo Antônio

CAPITAL
Matheus Lorenzo; João Magalhães, Daniel Felipe, Lúcio e Fabrício; Kilberty (Ruan Neres), Paulinho (Vinícius) e Fabinho (Guilherme); Dougão, Jobson e Wisman.
Técnico: Hugo Almeida

Compartilhar