O Tribunal de Justiça Desportiva do Distrito Federal puniu o Brazlândia com uma multa no valor de R$ 10 mil por descumprimento do artigo 191, inciso III, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

O item, que aparece como descumprimento “de regulamento, geral ou especial, de competição” atingiu a garça por conta da atuação do técnico João Gomes na vitória de 7×0 frente ao CFZ Brasília.

João não estava inscrito como treinador no Boletim Informativo Diario da CBF (bid-e) antes da partida da segunda rodada do Candangão Série B. Assim, o Brazlândia deixou de ser enquadrado no artigo 214, que prevê a concessão de três pontos ao time adversário.

Este é um caso que pode ser usado como jurisprudência para outras denúncias, como a que o Samambaense fez em relação aos técnicos de Legião e Planaltina, cujo pedido ainda não foi acolhido pelo TJD/DF.

Compartilhar