Siga Nossas Redes Sociais

Futebol

Brasília vence Planaltina de virada e confirma vaga nas quartas de final

Escrito em

O Brasília recebeu o Planaltina/GO e venceu por 3×1. Quem saiu na frente foi o time goiano, com Arthur, aos 32 minutos de jogo. Dois minutos depois, Gilmar empatou para o Brasília. No segundo tempo, Thiago marcou contra o patrimônio aos 11 minutos e virou o jogo para o colorado.

Planaltina saiu na frente, mas tomou a virada no Mané Garrincha - Foto: Ricardo Botelho/Brasília FC

Planaltina saiu na frente, mas tomou a virada no Mané Garrincha – Foto: Ricardo Botelho/Brasília FC

No entanto, a partida foi especial para Pedrinho, que realizava o primeiro jogo como profissional. Aos 31 minutos, o atleta – que acabara de entrar – tocou na bola pela primeira vez ao receber passe de Giba e marcou o terceiro para o Brasília, dando números finais à partida.

Pedrinho marcou o primeiro gol como profissional - Foto: Ricardo Botelho/Brasília FC

Pedrinho marcou o primeiro gol como profissional – Foto: Ricardo Botelho/Brasília FC

Com a vitória, o colorado se garantiu na próxima fase ficando na quinta posição, com 16 pontos ganhos. O Planaltina deu adeus à primeira divisão com quatro pontos e volta ao futebol profissional no segundo semestre de 2017. Na próxima fase, o Brasília enfrentará o Ceilândia.

CAMPEONATO BRASILIENSE – 11ª RODADA
BRASÍLIA 3-1 PLANALTINA

Público: 157 pagantes
Renda: R$ 1.147,00

BRASÍLIA
Artur; Marquinhos (Daniel Vargas), André, Neto e Kléber; Werick, Baiano, Maykinho (Pedrinho) e Gilmar (Fernandinho); Willian e Giba.
Técnico: Gauchinho

PLANALTINA
Gomes; Ângelo, Thiago, Márcio e Arthur; Palhinha, Jefferson, Patrick e Vandson; Klisman e Gabriel.
Técnico: Rodrigo Matos

Rener Lopes é jornalista formado pela Universidade Católica de Brasília (UCB); Atua na mídia esportiva desde 2006. Já teve passagens pelas rádios Paranoá FM, Comunidade FM do Gama, Transamérica FM Brasília, Bandeirantes AM Brasília e Ativa FM Brasília. Tem no currículo três olimpíadas (Atenas 2004, Londres 2012 e Rio 2016), duas Copas do Mundo (Brasil 2014 e 2019) e uma Copa América (Brasil 2019).

Continue Reading
Clique para deixar seu comentário

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *