Siga Nossas Redes Sociais

Rio 2016

Reedição de final olímpica rende classificação do Brasil para a final do vôlei masculino

Escrito em

A reedição de uma final olímpica marcou os jogos do Rio como a melhor partida desse torneio – até agora -. Brasil e Rússia se reentraram em quadra e, dessa vez, os brasileiros queriam um desfecho diferente, se em Londres, os russos ficaram com o ouro, o Brasil queria tirar essa possibilidade deles, e conseguiu, em um jogo altamente regular da seleção brasileira, conseguiram derrotar a Rússia por 3 sets a 0 e avançar para a final. Parciais de 25×21, 25×20 e 25×17.

O primeiro set tinha como função extra mostrar as condições físicas de Lucarelli e Lipe, já que os dois se lesionaram no último jogo. E o que puderam ver, foi dois jogadores voando em quadra, ajudando o Brasil a fazer um começo de partida muito equilibrado, mas a Rússia não fugia à essa regra, a todo momento estava colada no placar, e com os bons saques o Brasil se mantinha com a vantagem no contador, 12×11.

Depois de uma incrível defesa de Lipe, o Brasil empolgou e outro grande jogador aparecia na partida, Wallace. O oposto ajudou a equipe brasileira a abrir uma distância segura pela primeira vez na partida, 17×14. E o restante do set foi contando com a boa aparição de Wallace, que foi importante para encerrar o set por 25×21.

Outro set que começou apertado, mas foi decidido pelos erros, a Rússia passou a errar muito, e que custavam a vantagem no placar, 17×16 para o Brasil. Lipe apareceu muito bem no saque e dificultava a recepção russa, 20×18. O time russo passou a ficar desequilibrado taticamente, não conseguia defender e nem atacar, fim de set, 25×20 para o Brasil.

Para cravar a classificação para a final, o Brasil precisava apenas manter o ritmo dos sets anteriores e bastava para superar a Rússia, porém, fizeram bem mais que isso. Wallace novamente brilhou e o Brasil chegou a 14×11 sem ter cometido um erro até o momento, e em um ótimo momento, o oposto Brasileiro marcou 4 pontos seguidos no bloqueio, 20×13.

Com uma boa vantagem construída, bastava manter a calma que o jogo terminaria sem sustos, mas a cada ponto que aproximava do match point, era visível a apatia russa, 25×17 para o Brasil.

Na final dos jogos de 2012, o Brasil reencontrará o adversário da semifinal daquela edição das Olimpíadas, o jogo contra a Itália será no domingo (21), às 13:15.

Continue Reading
Clique para deixar seu comentário

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

P