Siga Nossas Redes Sociais

Copa América 2021

Final da Copa América terá presença de público com 7 mil ingressos

Escrito em

Foto: Fernando Godoy/Agência EB

A Conmebol confirmou, no início da tarde desta sexta-feira (09), que a partida final da Copa América entre Brasil e Argentina terá a presença de público. Serão sete mil ingressos distribuídos para convidados e patrocinadores.

Informações dão conta de que a pressão para a distribuição dos ingressos teria vindo da Associação de Futebol da Argentina ao presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez. Além disso, um decreto assinado pela Prefeitura do Rio de Janeiro auxiliou na liberação do público.

Os 2,2 mil convidados brasileiros ficarão à esquerda das cabines, atrás do gol. Do lado oposto, ficarão os 2,2 mil argentinos. Nas cadeiras, abaixo das câmeras de televisão, ficarão os 2,6 mil convidados da Conmebol.

Para todos os efeitos, a Conmebol não trata as entradas como ingressos. Adota o termo de “credenciais”, para fugir da situação de não-venda dos bilhetes para o público em geral.

Os credenciados que forem ao Rio de Janeiro terão que estar com o teste de Covid-19 feito na última quinta-feira (08), levar duas cópias impressas do teste e deverão respeitar o distanciamento de dois metros, além de usar máscara. Também devem levar um documento com foto e retirar as entradas em um dos locais oficiais (Maracanãzinho e Consulado da Argentina).

Sem torcida? Registros provam que não

As últimas experiências em tempo de pandemia provaram que isso não aconteceu. No primeiro caso, a final da Libertadores 2020 entre Santos e Palmeiras teve presença de torcedores dos times paulistas, vibrando “como se não houvesse amanhã”.

A outra experiência aconteceu neste ano. A final do Campeonato Carioca, envolvendo Flamengo e Fluminense, teve a presença de 300 torcedores/convidados no Maracanã. Durante a transmissão oficial, era nitidamente percebida a vibração do público.

Rener Lopes é jornalista formado pela Universidade Católica de Brasília (UCB); Atua na mídia esportiva desde 2006. Já teve passagens pelas rádios Paranoá FM, Comunidade FM do Gama, Transamérica FM Brasília, Bandeirantes AM Brasília e Ativa FM Brasília. Tem no currículo três olimpíadas (Atenas 2004, Londres 2012 e Rio 2016), duas Copas do Mundo (Brasil 2014 e 2019) e uma Copa América (Brasil 2019).

Continue Reading