Siga Nossas Redes Sociais

Futebol

Brasiliense vence o Luziânia e iguala melhor recorde da história do Candangão

Escrito em

Foto: Júlio César Silva/Agência EB

O Jacaré venceu mais uma e igualou o recorde de mais vitórias consecutivas no Candangão 2021. Desta vez, a vítima foi o Luziânia, que perdeu por 2×1 no Mané Garrincha, na tarde deste domingo (02).

Com o resultado, o Brasiliense igualou o recorde de mais vitórias consecutivas que pertencia ao Brasília, pela temporada de 1977. Agora, o Jacaré está a uma vitória de se tornar o time com a maior sequência consecutiva de partidas vencidas na história do certame local.

O jogo

Apesar de um primeiro tempo morno, os dois camisas 9 em campo marcaram de cabeça. Zé Love abriu o placar aos 28, para o Jacaré, e Romário descontou dez minutos depois para o Luziânia.

Maior goleador do Candangão, o artilheiro do amor marcou o décimo tento dele na temporada em dez partidas. Peninha cobrou um escanteio pela direita e encontrou o artilheiro para tirar o zero da contagem para o Brasiliense.

Pouco tempo depois, aos 38, Goduxo cruzou na primeira trave e contou com Romário, que se antecipou ao zagueiro Keynan, e cabeceou na bochecha esquerda do gol defendido por Edmar Sucuri.

Além dos dois gols, a primeira etapa contou com um alto número de cartões. Foram quatro para a equipe da Igrejinha e dois para o Jacaré.

Ao contrário do primeiro, o segundo tempo começou bastante movimentado. Logo no início, Keynan derruba Ferrugem dentro da área, mas o árbitro Leandro Almeida disse que não foi nada e mandou seguir o jogo. O excesso de reclamações pelo banco do Luziânia gerou dois cartões para membros da comissão técnica e a expulsão do goleiro Bismark.

Logo depois, em outra bola alçada na área, Badhuga cabeceia e obriga o goleiro da equipe goiana a fazer um milagre. No bate e rebate do escanteio, Keynan achou um voleio e marcou um lindo gol, mas que acabou anulado por impedimento.

Aos 21, o time do Luziânia reclamou de outro pênalti não marcado. No decorrer da jogada, o Brasiliense consegue armar um contra-ataque que chega em Tobinha, para finalizar de esquerda, no canto direito do goleiro Matheus Lorenzo, colocando o Jacaré novamente na frente.

A partida também marcou a quebra de uma sequência da defesa do Brasiliense, que estava há cinco partidas sem sofrer gols. A meta de Edmar Sucuri não era vazada desde 10 de abril, quando ainda na primeira fase da competição, o arqueiro tomou um gol na vitória por 3×1 sobre o Unaí.

Os dois times voltam a se enfrentar na próxima quarta (05), no estádio Serra do Lago, em Luziânia. O Jacaré joga para garantir, em definitivo, a vaga para a decisão do Candangão que ocorrerá no dia 15 de maio. A equipe Goiana está na lanterna do quadrangular semifinal com apenas um ponto.

O grupo ainda conta com o vice-líder Ceilândia, que conta com quatro pontos, e o terceiro colocado Gama, que anotou três pontos nos três primeiros jogos.

CAMPEONATO BRASILIENSE – 3ª FASE – 3ª RODADA
BRASILIENSE 2-1 LUZIÂNIA
02.05.21 – ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRINCHA – BRASÍLIA/DF

Cartões Amarelos:
Peninha, Zé Love, Keynan, Rodrigo Fumaça (Brasiliense)
Robinho, Titico, Romário, Marquinhos (Luziânia)

Cartão Vermelho:
Bismarck (Luziânia)

Brasiliense:
Edmar Sucuri, Coquinho, Badhuga, Keynan, Mário Henrique, Lídio (Maicon Assis), Sandy, Peninha (R, Fumaça), Romarinho (Zotti), Tobinha (Didira), Zé Love (Bruno Nunes).
Técnico: Vilson Tadei

Luziânia
Matheus, Marquinhos, Gustavo, Perivaldo, Goduxo, Dadinho, Jhonatan (Wilson Jr.), Robinho (Kelvin), Léo Torres (Ferrugem), Romário (Índio), Titico.
Técnico: Ricardo Antônio

Continue Reading