Siga Nossas Redes Sociais

Futebol

Brasiliense tenta manter ímpeto do jogo de ida para avançar a próxima fase

Escrito em

Após o empate em 0x0 na Boca do Jacaré, o Brasiliense viaja para enfrentar o Goiás em jogo válido pela segunda fase da Copa Verde. Visando uma vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil – além de R$ 2,5 milhões de reais -, o técnico Ricardo Antônio tem três atletas no Departamento Médico, mas conta com as voltas de Aldo e Alex Murici ao time titular.

Como a competição não conta com gols qualificados, qualquer empate leva a disputa para os pênaltis. O vencedor se garante nas quartas de final. Quem passar enfrenta o Luverdense/MT ou o União ABC/MS na fase seguinte. Na confronto de ida, os matogrossenses venceram fora de casa por 3×2.

Preocupado com a confusão na partida de ida entre torcedores locais e visitante, o Ministério Público de Goiás determinou que a partida terá torcida única. Apenas apoiadores da equipe esmeraldina terão acesso aos ingressos, que será comercializado por R$40 reais. 

Brasiliense

Após grande jogo na última quarta (14), os jogadores se reapresentaram no dia seguinte (15) para um trabalho leve, com academia e trabalho em campo, de todos os atletas da equipe. Com foco na posse de bola e no passe rápido, Ricardo Antônio contou com dois times que se revezavam. 

“A gente busca trabalhar de forma intensa durante esse período para corrigir os erros. Nos jogos, temos superioridade sobre o adversário, mas a bola teima em não entrar. Mas seguimos nas atividades, porque na hora certa a rede vai balançar”, ressaltou o treinador.

O Departamento Médico do clube trabalhou duro nesses dias que antecederam a decisão. Alex Murici, Aldo e Maikon Leite estão recuperados e estão à disposição do técnico Ricardo Antônio. Os dois primeiros devem voltar ao time titular, uma vez que são peças fundamentais no esquema do Jacaré.

O lateral direito Gabriel e o volante Ives devem voltar para o banco, apesar da boa atuação no jogo de ida, por conta do retorno dos titulares. Julen Sandy e David Sacconi devem permanecer nos onze iniciais. 

Com praticamente todo o time à disposição, a escalação da equipe ainda é incerta e será definida após os treinamentos de véspera da partida. 

Time provável: Sucuri; China, Lucio, Badhiuga e Murici; Aldo, David Sacconi e Edno; Sandy, Jóbson e Romarinho.

Goiás

Apesar do empate e a pressão que o Esmeraldino sofreu em Taguatinga, Lauro Martins, técnico que comanda o time da Copa Verde, deve manter a mesma base da equipe que veio a Brasília. A novidade deve ficar por conta de Marlone, que disputa, também, o Campeonato Brasileiro. Heron,  zagueiro da base do clube, está suspenso pela expulsão no primeiro confronto.

Rafael Moura, que foi titular no primeiro jogo, pode ser mantido na equipe. Seu substituto, Ricardo Verza, aproveitou bem a oportunidade e pode roubar essa vaga no comando do ataque. Assim como aconteceu em Taguatinga, Ney Franco deverá ficar apenas na arquibancada. 

Arbitragem

A arbitragem vem toda do Amazonas. O jogo ficará por conta do Sr. Ivan da Silva Guimarães Junior, que será assistido por Alexsandro Lira de Alexandre e Anne Kesy Gomes de Sa. Já o quarto árbitro, Anderson Ribeiro Gonçalves, e o analista de campo, Vicente de Paula Silva Moraes, são filiados ao quatro de Goiás.

Gabriel Lima é jornalista e editor executivo da Esportes Brasília. Já cobriu uma Copa do Mundo da FIFA (2019).

Continue Reading
Clique para deixar seu comentário

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

P