Inclusão na sociedade. É com esse objetivo que o ex-atleta de futebol Gilson Barbosa iniciou um grupo para ensinar a arte do futevôlei para pessoas carentes.

“Estamos levando este projeto para as pessoas carentes, pessoas que mais necessitam do esporte. Incluí-las no esporte é incluí-las na sociedade”, ressalta.

Gilson falou sobre o começo difícil de vida e como chegou ao esporte. “Eu nunca esqueci minhas raízes. Sou um cara pobre, mas hoje estou em condições melhores de vida. Comecei pelo futebol, passei um tempo e depois deixei os gramados, mas sem esquecer de onde tudo começou. Com esse toque, de nunca esquecer minhas raízes, resolvi criar o projeto e ajudar as pessoas a conhecerem o futevôlei”, afirmou.

Para participar do projeto, o candidato poderá realizar um mês de aula experimental. “Dependendo da atuação e da condição do atleta, ele tem uma porcentagem na bolsa de patrocínio. Se ele tiver interesse e muita qualidade, custeamos passagem e alimentação para que esse atleta possa estar representando o Distrito Federal em competições nacionais e internacionais”, explica Gilson.

As aulas são realizadas no Parque de Águas Claras, das 07 às 10 e de 19 às 21h30, de segunda a quinta-feira.