No último fim de semana, Brasília recebeu o World Footvolley, no Parque da Cidade. Durante os dias 12, 13 e 14, dezesseis atletas de sete países marcaram presença na cidade. O Brasil participou com as duplas Anderson e Tata, e Vinicius e Paraná. Esta última conquistou o campeonato em cima dos paraguaios Esteban e Arturo. Vinícius, inclusive, comemorou o título em casa: o atleta é natural de Brasília-DF.

A competição masculina contou com dois grupos. No grupo A ficaram Brasil, Israel, Estados Unidos e Itália, e, no grupo B, Brasil, Argentina, Paraguai e Alemanha. Na primeira fase, foi usado o sistema de pontos corridos. A partir das quartas-de-final, começou o mata-mata.

Esta foi a 2ª edição do World Footvolley; a primeira aconteceu em 2016, no Rio de Janeiro. Na ocasião, a final também foi entre Paraguai e Brasil, mas quem levou a melhor foram os paraguaios. Desta vez, os brasileiros Vinícius e Paraná conseguiram a revanche e conquistaram o ouro por 2 x 0.

Com parciais de 15/9 e 15/10, os brasileiros ainda tiveram uma força extra: a torcida. Os brasilienses compareceram em peso, lotando as arquibancadas e incentivando a dupla ponto a ponto.

Sobre a vitória, Paraná conta: “Felicidade total em poder participar, em representar o país junto com meu irmão Vinícius. Nós temos uma cumplicidade bacana um com o outro, tivemos momentos difíceis na competição, mas soubemos superá-los”.

Dupla de Paraná, Vinícius comentou sobre o jogo. “No começo eles estiveram à frente do placar, mas no meio do jogo conseguimos reverter a situação e conseguimos a vitória. Foi do jeito que tinha que ser, agora é comemorar e curtir o título e focar no que vem pela frente”, comentou Vinícius, que é natural de Brasília e comemorou a medalha em casa.

Já a competição feminina contou com uma disputa entre as duas duplas melhores classificadas no ranking – Natália e Bianca e Josy e Lana. Foram três jogos, nos quais as duplas foram misturadas. Natália foi a única que ganhou as três partidas, sendo escolhida a Rainha da Praia.

Lana, que também é brasiliense, conta a felicidade de jogar em casa: “Ter família e amigos aqui, receber essas meninas maravilhosas em casa, além de estar representando o futevôlei feminino junto com elas, é um prazer imenso”.

Natália, que ganhou o título de Rainha da Praia, aproveitou para falar sobre o empoderamento feminino no futevôlei: “Estou muito feliz de estar representando as mulheres. Tenho trabalhado muito isso nas minhas redes, mostrado que podemos jogar, treinar, evoluir e jogar de igual pra igual. Eu já joguei mal e evoluí. Hoje em dia jogo com homens. É um processo e a gente não pode desistir. Temos que mostrar que podemos sim estar em num nível como esse e colaborar para o crescimento do esporte”.

Elano e Djalminha

Além das competições, o evento também teve a presença dos ex-jogadores da Seleção Brasileira Elano e Djalminha, embaixadores do projeto. Os atletas participaram do desafio Rio x São Paulo ao lado da nova geração do futevôlei Felipe Nascimento e Bruno Barros.

Em uma disputa de apenas um set, Elano e Felipinho levaram a melhor por 18 x 15. Sobre o projeto, Elano diz: “É um esporte que eu pratico bastante e gosto muito. É um jeito que a gente continua em contato com a bola. Tem sido muito especial participar devido a qualidade do evento. Pude jogar e ganhar. Ver o Paraná e o Vinícius campeões também é muito especial”.

Sobre jogar contra Djalminha e ao lado dos mais novos, Elano brinca: “Djalma é parceiro e competitivo… Tinha que fazer de tudo pra ganhar, né? Bruninho é um gigante, tenho muito respeito por ele. Felipinho também, além de tudo parceiraço”.

Próximas etapas

Esta foi a primeira etapa do campeonato. O World Footvolley ainda passará pela Itália, Israel e volta para o Brasil para a quarta e última etapa. Por enquanto, projeto é um modelo de execução; a partir de 2020, com as etapas consolidadas, o ranking oficial começará a valer.

Compartilhar