Siga Nossas Redes Sociais

Futebol

Gama vence Formosa e Tsunami do Cerrado fica a um fio da Segundinha

Escrito em

Fotos: Gabriel Teles/SE Gama e Lucas de Moraes/Agência EB

Pela quinta rodada do Candangão 2020, a penúltima ronda da primeira fase, o Gama foi melhor que o Formosa no Abadião e venceu por 2×0, com gols de Ueslei e Gustavo, na tarde desta terça-feira (06).

As duas equipes estavam muito pressionadas por estar na zona de rebaixamento, já que, com o atual regulamento, cairão quatro times, sendo dois em cada grupo. O Periquito chegou aos sete pontos no grupo A, o que deixa a equipe mais tranquila no terceiro lugar do grupo, antes dos jogos desta quarta-feira (07). Já o time de Rubio Alencar continua na lanterna do grupo B com cinco derrotas e vai depender dos outros resultados na rodada para saber se há alguma chance de permanência no Candangão. Nesta quarta-feira, a equipe goiana pode ser rebaixada para a segunda divisão sem mesmo entrar em campo.

Golaço de Ueslei altera placar da partida muito disputada

Na primeira etapa, tanto Gama, quanto Formosa, fizeram um começo muito disputado. Chances para os dois lados mantiveram a tensão bem alta no Abadião, em Ceilândia. O primeiro momento de perigo foi aos três minutos, quando o atacante João Paulo virou na esquerda para João de Deus finalizar fraco e Matheus aceitar. Entretanto, o auxiliar Milton Alves já havia marcado impedimento no lance.

Já aos sete minutos, João Gabriel levou para o centro e finalizou forte, porém sem direção para assustar Rodrigo Calchi. Na sequência, Edu Amparo soltou uma bomba para fora. Por muito pouco, o time goiano não abriu o placar aos dez minutos, quando Ivan Lima cruzou pela esquerda e João Paulo cabeceou muito perto da trave direita do goleiro gamense.

Um minutinho depois, aos 11 minutos, Júnior Alves levou pela esquerda e soltou uma bomba cruzada, que passou à esquerda do gol adversário. A resposta veio com Edu Amparo mais uma vez, mas com chute torto sem direção aos 13 minutos. Outro momento em que o gol para o Formosa quase saiu foi aos 16 minutos, com Erik batendo falta pela direita e Igor Francisco desviando, quase complicando o próprio goleiro.

Novamente, dessa vez a favor do Gama, o zagueirão chamou a responsabilidade e bateu falta muito forte, que ainda teve um desvio na barreira de jogadores do Tsunami do Cerrado aos 20 minutos. Rodrigo Calchi se recuperou mesmo com o desvio e espalmou para escanteio.

Aos 30, finalmente o gol saiu: Pipoca cruzou pela direita, Ueslei recebeu na ponta esquerda, entrou na área, tabelou com Gustavo Lila e mandou um torpedo no fundo das redes, abrindo o placar para o Gama, no estádio Abadião.

Até o fim da primeira etapa, o momento mais marcante foi a chegada de Caíque com um chute forte, mas que bateu na rede pelo lado de fora, levando até alguns integrantes da diretoria a comemorarem o gol que não saiu.

Victor Santana mexeu na equipe gamense para o começo do segundo tempo, enquanto Rubio foi apenas fazer a primeira substituição apenas aos 32 minutos de jogo. Fernandinho, que entrou na segunda etapa, já mostrou a que veio logo aos quatro minutos: entrou na área, ficou de frente para Rodrigo Calchi, mas errou no passe para Ueslei, que não conseguiu alcançar a bola para ampliar o placar.

O Formosa ainda teve uma grande chance para empatar aos 12 minutos, quando João Paulo lançou João de Deus, pelo meio, que passou na direita para Danilo Lima quase na pequena área. O volante demorou a finalizar e o lateral Ronaldo, por meio de um carrinho, travou a grande chance do empate.

Aos 17 minutos, Danilo Lima lançou Bahia na área, que chegou a tocar na bola, mas Matheus colocou pela linha de fundo e o lateral se chocou com o goleiro e Ueslei. Nessa hora, dirigentes do Formosa reclamaram muito do lance querendo a marcação de um pênalti.

Três minutos depois, outro lance com muita reclamação pelo lado do time goiano: Edu Amparo bateu escanteio na esquerda, Janderson subiu junto com o goleiro Matheus e a bola sobrou para disputa entre Xuxa e Caíque na área. A redonda toca na coxa e, depois, na mão do atacante. Sávio, muito perto do lance, não viu nada ilegal e mandou o jogo seguir.

Na sequência, aos 23, Caíque fez uma jogadaça na área do Formosa, após receber de Fernandinho, deixou Xuxa no chão e bateu muito mal. Cara a cara com o goleiro adversário, o jogador bateu por cima do travessão, deixando os torcedores do Periquito com saudades do atacante Nunes.

Já aos 27, Edu Amparo cruzou pela esquerda, a zaga gamense tentou afastar, mas a bola foi para Danilo Lima, dentro da área, finalizar para fora. Quando Rubio Alencar finalmente chamou três jogadores do Formosa para entrar, aos 32 minutos, Gustavo tabelou com Igor Paim, que entrou muito bem na partida, recebeu de volta e ampliou a vantagem gamense, dando números finais ao confronto.

E agora?

Com a derrota, o Formosa está muito perto de cair para a Segundinha 2022. Com cinco derrotas em cinco jogos, sete gols feitos e saldo de gol negativo em 12, o Tsunami do Cerrado fica de olho nos jogos de Real Brasília e Sobradinho e Samambaia e Santa Maria, torcendo contra os visitantes, para ter o mínimo de esperança na permanência no Candangão.

O Sobradinho tem um ponto e Santa Maria, dois. Já no Grupo A, Periquito pulou para o terceiro lugar, mais distante da zona de rebaixamento e com uma chance de classificar-se para a próxima fase da competição (os dois últimos de cada grupo caem e os quatro primeiros passam para as quartas de final).

Formosa agora torce por resultados para não ser rebaixado para a Segundinha 2022 – Foto: Lucas de Moraes/Agência EB

Candangão 2021 – Quinta Rodada
Gama 2×0 Formosa
06/04/21 – Estádio Abadião – Ceilândia/DF

Arbitragem: Sávio Pereira Sampaio
Assistente 1: Milton Jeronimo Souza Alves
Assistente 2: Eric Ramos Pinheiro
4º Árbitro: Maricleber Cardoso de Gois

Cartões Amarelos:
Rodrigo Calchi e Carlão (Formosa)

GAMA
Matheus, Ronaldo, Kasado, Igor Francisco e Junior Alves; Pipoca, Ueslei (Igor Paim), João Victor (Fernandinho), Lila (Gustavo), João Gabriel (Daniel Alagoano) e Caíque (Mirrai).
Treinador: Victor Santana

FORMOSA
Rodrigo Calchi, Bahia, Carlão, Xuxa e Ivan Lima (Marrá); Janderson, Danilo Lima (Daniel Xavier), Edu Amparo (João Manoel), Erik, João de Deus (Pedro Felipe) e João Paulo.
Treinador: Rubio Alencar

Continue Reading