Uma notícia pegou de surpresa os torcedores dos times que participam da Copa Verde. A Conmebol, entidade máxima do futebol sul-americano, anunciou nesta sexta-feira (14) a mudança de vagas para as Copas Libertadores e Sul-Americana.

A partir de 2017, o Brasil terá sete representantes na Copa Libertadores da América e seis na Copa Sul-Americana. O campeão da Copa do Brasil e os três primeiros colocados do Brasileirão vão para a fase de grupos da Libertadores automaticamente. Os times que ficarem do quarto ao sexto colocado participam da fase pré-Libertadores.

No entanto, a Copa Verde estava ligada à Sul-Americana. Até a edição de 2016, o campeão do torneio brasileiro tinha vaga assegurada na pré-Sul-Americana. Com a mudança, somente do sétimo ao décimo-segundo colocados no Campeonato Nacional terão vaga na competição internacional.

Desta maneira, tanto o campeão da Copa Verde, quando o vencedor da Copa do Nordeste, ficam de fora da Sul-Americana – no caso de 2016, Paysandu (Copa Verde) e Santa Cruz (Copa do Nordeste).

O Distrito Federal tem dois representantes na Copa Verde de 2017: o Luziânia, atual campeão local, e o Ceilândia, vice-campeão. A Confederação Brasileira de Futebol ainda não se posicionou a respeito, mas nos bastidores, a informação é de que o torneio nacional valerá uma quantia em dinheiro para o vencedor.

Compartilhar