Siga Nossas Redes Sociais

Futebol

Ceilândia vence de virada e instaura crise no Brasília

Escrito em

O Brasília recebeu o Ceilândia no estádio Nacional Mané Garrincha. O colorado saiu na frente, mas tomou a virada e acabou derrotado por 2×1. Com o resultado, o Brasília caiu para a oitava colocação.

O jogo
Logo aos dois minutos, o Brasília teve a primeira chance de abrir o placar. Baiano recebe
passe na grande área, finaliza para o gol, mas a arbitragem marcou impedimento.

A resposta do Ceilândia veio aos seis. Kabrine avança pela esquerda e cruza para Cassius cabecear, mas a bola vai para fora.

Aos 17, o Brasília tentou mais duas vezes. Willian recebe passe pela esquerda e bate para o gol. Leo faz grande defesa e coloca pela linha de fundo. Oito minutos depois, William avança pela direita, limpa da marcação e chuta forte. Léo espalma e coloca para escanteio.

Com 37, mais uma chance do Brasília, que vinha melhor em campo. Baiano cobra escanteio e a bola raspa em Platini. No fim, Glauber cabeceia e a redonda passa rente à meta adversária.

Jogo entre as equipes foi considerado faltoso, com direito a muitos cartões amarelos e duas expulsões - Foto: Marcos Dutra/Agência EB

Jogo entre as equipes foi considerado faltoso, com direito a muitos cartões amarelos e duas expulsões – Foto: Marcos Dutra/Agência EB

Um minuto depois, Allann Delon cobra falta e o goleiro Artur espalma para escanteio. Nos acréscimos, após uma ótima tabela entre Platini e Glauber, o autor do primeiro gol da partida entra na cara do gol e arrisca, mas a bola vai para fora.

Já no segundo tempo, aos cinco, após confusão entre Gilmar e Allann Delon, Gilmar empurrou o atleta ceilandense e o experiente jogador revidou dando um chute na canela do meia colorado. Os dois foram expulsos de campo.

Mas aos 13, não teve jeito. Baiano cobra falta, o goleiro Léo não consegue dominar e a bola quica. Na sobra, Glauber empurra pras redes, abrindo o placar para o colorado.

Glauber comemora gol marcado no início do segundo tempo - Foto: Marcos Dutra/Agência EB

Glauber comemora gol marcado no início do segundo tempo – Foto: Marcos Dutra/Agência EB

O Brasília é melhor em campo e segue pressionando. Aos 22, depois de boa tabela entre Anjinho, Glauber e Kleber, a bola vai para Anjinho bater pro gol, mas leva muito longe. Na sequência, Chefe chuta forte e a bola passa rente à meta de Artur.

O técnico Adelson de Almeida resolve sacar o veterano Cassius e colocar Chefe. O que ninguém esperava era que esta substituição mudaria a cara da partida. Aos 30, Kabrine cobra falta e Chefe desvia de cabeça, empatando o jogo.

Dez minutos depois, praticamente do mesmo local, Kabrine cobra falta e Liel testa forte para o gol, virando a partida para o gato preto.

Chefe entra no segundo tempo e muda a cara da partida, dando a vitória para o Ceilândia - Foto: Marcos Dutra/Agência EB

Chefe entra no segundo tempo e muda a cara da partida, dando a vitória para o Ceilândia – Foto: Marcos Dutra/Agência EB

Ainda deu tempo do Ceilândia continuar a pressão. Aos 48, Dedê derruba Romarinho na meia lua da grande área. Na cobrança, Kabrine manda rente à trave e o goleiro Artur defende com a ponta dos dedos.

Coube ao Ceilândia administrar os minutos restantes e confirmar a vitória sobre o colorado. Na próxima rodada, o Ceilândia visita o Paracatu, no estádio Frei Norberto. Já o Brasília visita o Cruzeiro, no estádio Abadião.

CAMPEONATO BRASILIENSE – 6ª RODADA
BRASÍLIA 1-2 CEILÂNDIA

Público: 317 pagantes
Renda: R$ 2.448,00
Cartões amarelos: Neto, Kleber (Brasília), Dudu Lopes, Wallace, Kabrine, Liel, Wisman (Ceilândia)
Cartões vermelhos: Gilmar (Brasília), Allann Delon (Ceilândia)

BRASÍLIA
Artur; Dedê, Neto, Índio e Kleber; Glauber, Baiano, Gilmar e Santos (Anjinho); Willian (Murilo Rusalen) e Michel Platini (Giba).
Técnico: Julinho Camargo

CEILÂNDIA
Leo; Dudu Lopes, Badihuga, Wallace e Sandro (Mário Henrique); Kabrine, Clécio (Romarinho) e Liel; Allann Delon, Wisman e Cassius (Chefe).
Técnico: Adelson de Almeida

Rener Lopes é jornalista formado pela UCB. Atua na mídia esportiva desde 2006, com passagens por seis rádios, como narrador e setorista. Tem no currículo três olimpíadas (Atenas 2004, Londres 2012 e Rio 2016), duas Copas do Mundo, duas Copas América. Apresenta o Mais Brasil Esportes na Mais Brasil News FM.

Continue Reading
Clique para deixar seu comentário

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

P