Siga Nossas Redes Sociais

Copa América 2021

Tite volta a criticar Copa América no Brasil: “a organização ficou devendo muito”

Escrito em

O técnico Tite, da seleção brasileira, teceu novas críticas à Conmebol durante a entrevista coletiva após a derrota para a Argentina por 1×0, na decisão da Copa América, na noite deste sábado (10).

“A organização muito rápida da competição ficou devendo muito. A qualidade dos gramados é muito ruim. Nós quase perdemos o Everton em um treinamento, com uma luxação de dedo. Foi uma exposição dos atletas excessivamente, em cima de um pouco tempo, e é impossível numa grandeza de uma competição como essa. Estou falando especificamente do repsonsável, do Alejandro (Dominguez, presidente da Conmebol), de organizar uma competição em tão curto espaço de tempo”, comentou o técnico.

Esta é a segunda vez que o treinador brasileiro faz críticas à Conmebol. “Quando um campeonato é feito de forma atabalhoada, rápida, está sujeito a essa situação. E vai modificar de novo. Independentemente de que país fosse. É uma crítica direta à Conmebol e a quem decidiu, dentro da CBF, ser a Copa América aqui”, disse Tite, antes da estreia diante da Venezuela, no estádio Nacional Mané Garrincha.

Após esta crítica, Tite foi multado pela Conmebol em US$ 5 mil. Resta saber se o técnico será punido novamente pela entidade máxima do futebol sul-americano.

Vale lembrar que esta não é a primeira crítica que punida pela entidade. O atacante Marcelo Moreno, da Bolívia, também foi multado pela Conmebol por críticas à competição em US$ 20 mil e ainda tomou um jogo de suspensão por atribuir à Confederação a responsabilidade caso houvessem eventuais mortes pela Covid-19.

Rener Lopes é jornalista formado pela Universidade Católica de Brasília (UCB); Atua na mídia esportiva desde 2006. Já teve passagens pelas rádios Paranoá FM, Comunidade FM do Gama, Transamérica FM Brasília, Bandeirantes AM Brasília e Ativa FM Brasília. Tem no currículo três olimpíadas (Atenas 2004, Londres 2012 e Rio 2016), duas Copas do Mundo (Brasil 2014 e 2019) e uma Copa América (Brasil 2019).

Continue Reading