Siga Nossas Redes Sociais

Copa América 2021

Nos pênaltis, Colômbia despacha Uruguai e está nas semifinais da Copa América

Escrito em

Foto: Patricy Albuquerque/Agência EB

Em jogo bem ruim tecnicamente e sem inspiração nenhuma Colômbia e Uruguai duelaram até as penalidades. Ospina agarrou duas cobranças e colocou a Colômbia na semifinal da Copa América. Viña e Gimenéz perderam as cobranças decisivas para a Celeste.

Primeira etapa

Os primeiros minutos da partida foram de muito estudo. As equipes conseguiam chegar próximo do gol adversário apenas em bolas alçadas na área. Quem chegou primeiro foi o Uruguai. Arrascaeta sofreu falta na ponta da área. Ele mesmo cobrou, mas a zaga afastou. A Colômbia respondeu logo em seguida com uma bola área, mas o destino foi o mesmo. Cabeça do zagueiro adversário.

A primeira finalização da partida veio do jogo aéreo. Luis Muriel cobrou falta na área e Sanchez cabeceou sobre o gol de Muslera. A bola ficou na rede pelo lado de fora.

Na marca de 26 minutos, a primeira emoção do jogo. Cuellar lançou Duvan Zapata, que finalizou para bela defesa de Muslera. Porém, o assistente já marcava a posição irregular do atacante colombiano. 

Aos 28, a resposta celeste. Arrascaeta recebeu bela bola em profundidade e rolou para Cavani no meio da área. O centroavante se enroscou com a zaga e acabou finalizando torto e sem direção.

Na marca de 44 minutos a Colômbia quase abriu o placar. A dupla da Atalanta, Luis Muriel e Duván Zapata assustaram a seleção uruguaia. Na primeira finalização, Zapata saiu cara a cara com Muslera, mas, sem ângulo, finalizou em cima do goleiro. No rebote, Muriel desferiu um balaço da entrada da área e a bola foi pra fora.

Etapa derradeira

A Colômbia começou com tudo. Aos 20 segundos de jogo, Luis Diaz foi lançado em profundidade na linha de fundo e chutou cruzado. Diego Godín no meio da pequena área salvou a Celeste Olímpica. 

O Uruguai respondeu. Nandéz fez boa jogada pela lado direito e cruzou, a bola passou por toda a extensão da grande área e chegou em Viña. O lateral do Palmeiras cruzou, a zaga colombiana afastou, e no rebote Valverde finalizou em cima da marcação colombiana.

Aos quatro minutos, Ospina salvou a Colômbia. Nandéz recebeu no lado direito e cruzou fechado de perna direita, o goleiro colombiano deve que dar um passo para trás e tirar a bola em cima da linha. Quase um golaço uruguaio.

Aos 11 minutos, boa trama do super ataque celeste e Arrascaeta apareceu na entrada da área para finalizar. O meia do Flamengo tentou tirar de Ospina chutando colocado, mas o goleiro encaixou a bola sem problemas.

Na marca de 27 minutos a Colômbia respondeu. Bola alçada na área e Duván Zapata cabeceou no cantinho de Muslera. O goleiro uruguaio defendeu no susto e salvou a Celeste.

Aos 40 minutos, em contra ataque, Luis Diaz recebeu de Yimmi Chara e finalizou rasteiro, mas a bola saiu fraca e Muslera fez a defesa. Assim, um jogo morno e muito ruim tecnicamente foi se encaminhando para os pênaltis.

Penalidades

Nos pênaltis, melhor para os colombiano. A Colômbia converteu quatro cobranças com Zapata, Sanchez, Mina e Borja. Ospina pegou duas penalidades de Viña e Gimenéz e classificou a seleção amarela. Suaréz e Cavani ainda converteram seus pênaltis, mas não foi o suficiente para a Celeste Olímpica.

Copa América – Quartas de Final
Uruguai 0(2) x (4)0 Colômbia
03/07/2021 – Mané Garrincha – Brasília/DF

Árbitro: Jesus Manzano (ESP)
Assistente 1: Diego Sevilla (ESP)
Assistente 2: Angel Nevado (ESP)
VAR: Ricardo De Burgos (ESP)

Cartões Amarelos:
Godín (URU)

Uruguai
Muslera; Nandéz, Gimenéz, Godín, Viña; Vecino, Bentancur, Valverde (Facundo Torres), Arrascaeta (Cáceres); Cavani e Suaréz.
Técnico: Óscar Tabarez

Colômbia
Ospina; Muñoz, Mina, Sanchez, Tesillo; Barrios, Cuellar, Muriel (Chara), Borré (Borja), Luis Diaz e Zapata.
Técnico: Reinaldo Rueda

Gabriel Spies é jornalista formado pelo Centro Universitário de Brasília (UniCEUB) e é comentarista das transmissões de rádio e televisão da Esportes Brasília.

Continue Reading