Siga Nossas Redes Sociais

Copa América 2021

Messi marca, Argentina martela, mas hermanos só empatam na estreia da Copa América

Escrito em

Foto: Divulgação/Copa América

Se no primeiro dia da competição sul-americana, o continente pode ver o show de Neymar na estreia do Brasil, o segundo trouxe o tão aguardado primeiro jogo de Lionel Messi. E ele bem que brindou os torcedores com um belo gol de falta, mas não conseguiu evitar o empate da Argentina contra o Chile em 1×1. Em verdadeiro massacre em campo, 18 chutes a 5, a La Roja contou com Vargas, em rebote, para empatar a partida.

A partida carregavam muito mais do que apenas uma estreia na competição continental. As duas equipes decidiram o torneio em 2015 e 2016, vencida pelos chilenos. Porém, o que chama a atenção é que La Roja jamais venceu um jogo contra a Argentina. Vale lembrar que, nas duas decisões, o título foi comemorado após as cobranças de pênaltis.

Como sempre favorita ao título, os hermanos não queriam saber de outra coisa a não ser a vitória para já começar com o pé direito. Por isso, a Albiceleste foi para cima, tentou, de todas as formas abrir o placar, e não deixou o Chile jogar. Reflexo disso, foi a tamanha superioridade nos números do jogo. No primeiro tempo, foram nove chutes a gols, sendo oito da Argentina.

Com um Messi anulado pelo bom trabalho defensivo chileno, quem apareceu bem foi o atacante Nicolás González. O jogador do Stuttgart, da Alemanha, teve três boas chances para abrir o placar, em três chegadas seguidas, mas parou em Bravo em duas delas, uma delas cara a cara, e na má pontaria na terceira, de cabeça, que a bola foi para fora. Com 17 minutos jogados, a seleção do “E.T” já tinha arrematado cinco vezes ao gols.

Se o camisa 10 estava apagado até os 32 minutos, é porque coisa boa ainda estava por vir. E veio. Lo Celso fazia boa jogada para Argentina, quando foi parado por Pulgar com um carrinho por trás. Messi ajeitou, respirou fundo e bateu com perfeição para abrir o placar para sua seleção. Um golaço de falta que o coloca como o jogador em atividade que mais gols de falta marcou.

Ainda deu tempo de Lautaro perder uma grande chance para os hermanos aos 36 minutos. Após passe de Montiel, o atacante da Inter de Milão pegou mal na bola e a colocou para fora.

Segundo tempo de lampejos chilenos

O lado do campo mudou, a etapa se alterou e o que se via em campo era outra coisa. O Chile, que tanto foi pressionado, entrou forte para buscar o empate ainda nos primeiros quinze minutos e conseguiu. Aos 11, Após grande jogada, Vargas chutou para bela defesa de Emiliano Martínez. No rebote, Vidal tentou chutar, mas foi derrubado na área. Wilmar Roldan ainda precisou do auxílio do VAR para apontar a marca da cal.

Líder da La Roja e jogador que sofreu o pênalti, Vidal pegou a bola confiante. O camisa oito só não esperava que Martínez fosse acertar o canto. Para a sorte dele, Vargas aproveitou o rebote e completou para o fundo das redes, empatando o jogo.

Foram apenas nesses quinze minutos que o Chile foi superior e conseguiu fechar a seleção argentina. Apesar de ter terminado o jogo com mais posse de bola, o time comandado por Martin Lasarte não chegou ao gol. Foram os únicos quatro chutes de sua equipe.

Do outro lado, a Argentina tentava, a todo custo, tirar a igualdade do placar. Porém, sem sucesso. Messi, 3x, Lautaro Martínez e Nicolás González tentaram, mas, na grande maioria das vezes, pararam em Bravo. Quando não era o arqueiro, a bola ia para fora. Na chance mais aguda, o camisa 10 dominou, dentro da área, e bateu seco para o gol. Seu ex-companheiro praticou a defesa e manteve o empate.

Em outras ocasiões, essas estatísticas dariam a impressão de que a Argentina conseguiria uma vitória, no mínimo, tranquila. Porém, não foi o que se viu em campo. Placar final, 1×1.

Próximos jogos

O próximo jogo das duas equipes será na próxima sexta, 18. Enquanto o Chile viaja a Cuiabá para enfrentar a Bolívia, na Arena Pantanal, às 18h, a Argentina vem a Brasília para enfrentar o Uruguai, em outro grande clássico continental. A partida será no Mané Garrincha, às 21h.

Ficha Técnica
Copa América – Fase de Grupo – 1ª rodada

Argentina 1×1 Chile
Estádio Nilton Santos (Engenhão) – 14/06/2021 – Segunda-feira, 18h


Árbitro: Wilmar Roldan (Colômbia)
Assistente 01:Alexander Guzman (Colômbia)
Assistente 02: Jhon Alexander León (Colômbia)
Quarto Árbitro: Alexis Herrera (Venezuela)

Cartões Amarelos: Lautaro Martínez, Martínez Quarta (Argentina); Isla, Pulgar, Vidal (Chile)
Cartão Vermelho: Não Teve.

Gols: Messi, aos 32 minutos do primeiro tempo; Vargas, aos onze minutos do segundo tempo.

ARGENTINA
Emiliano Martinez; Montiel (Molina), Martínez Quarta, Otamendi e Tagliafico; Paredes (Palacios), De Paul, Lo Celso (Di Maria); Nicolás González (Correa), Messi e Lautaro (Aguero).
Técnico: Lionel Scaloni.

CHILE
Bravo; Isla, Medel (Roco), Maripán e Mena; Pulgar, Vidal (Alarcón), Aránguiz e Meneses (Galdames); Palacios (Bereton) e Vargas (Pinares).
Técnico: Martin Lasarte

Gabriel Lima é jornalista e editor executivo da Esportes Brasília. Já cobriu uma Copa do Mundo da FIFA (2019).

Continue Reading
P