Siga Nossas Redes Sociais

Futebol

Santa Maria se apresenta para a Segundinha e adota estado de Goiás como nova casa

Escrito em

Santa Maria

O Santa Maria, time que foi rebaixado da primeira divisão em 2019 para a Segundinha 2020, apresentou o elenco que vai disputar a série B local a partir de 14 de novembro. O grená candango é um dos favoritos a retomar uma das duas vagas na elite de 2021.

Para tanto, o time presidido por Erivaldo Alves foi às compras e trouxe o veterano técnico Ricardo Antônio para o comando. “Procuramos montar uma equipe com atletas que são da região, até porque é uma competição de tiro curto, são seis partidas para o acesso. São jogadores que conhecem o futebol de Brasília. É uma chave difícil, mas agora é trabalhar, não há substituto para o trabalho. Buscar vencer quatro jogos para alcançar o objetivo, que é o acesso para o ano que vem”, ressaltou o treinador.

A estreia do Santa Maria na Segundinha 2020 será em 14 de novembro, diante do Samambaia, no estádio Serra do Lago, em Luziânia. O grená está na chave B, que também tem a participação de Cruzeiro e Brasília.

Santa Maria Luzianiense

A maioria do elenco que vai atuar pelo Santinha vestiu a camisa do Luziânia no Candangão 2020, caso dos meias Allanzinho e Rodrigo Menezes e o atacante Kelvin. Ao lado de Ricardo na comissão técnica estão o preparador físico Fernando Julião e o preparador de goleiros Ronaldo Aranha.

Dudu Gago, que vestiu por muito tempo a camisa do Gama, é um dos reforços para a Segundinha 2020 – Foto: S. E. Santa Maria/Divulgação

Mas as relações com a cidade do entorno brasiliense não param por aí. A equipe também praticamente vai migrar para a região centro-leste goiana, uma vez que, depois de não ter apoio do empresariado brasiliense, a diretoria do grená encontrou na histórica cidade o aporte necessário para jogar a Segundinha.

O Santa Maria, agora, tem o empresário Armelindo Felício, proprietário de uma indústria em Luziânia/GO, como novo gestor. Tanto que, segundo a assessoria de imprensa do clube, o diretor de futebol, Rafael Cascão, é de plena confiança de Felício e foi o responsável pela montagem do elenco.

Além disso, o time vai mandar os jogos no estádio Serra do Lago e utilizará as dependências do Centro Poliesportivo da cidade para realizar os treinamentos.

Essas ações geraram preocupação por parte dos torcedores do azulino goiano. Numa rede social, a torcida organizada do Luziânia manifestou repúdio à ação, questionando a utilização dos locais: “E correto isso apoiar time de outra cidade em detrimento do time da cidade e utilizando recursos públicos? O time da cidade merece respeito a sua torcida da mesma forma”, diz o texto.

A reportagem da Esportes Brasília procurou a assessoria de imprensa do clube para esclarecer a situação, bem como, o motivo de o time não atuar mais no estádio Bezerrão, como realizava nas últimas temporadas. Até o fechamento desta reportagem, a diretoria não se manifestou.

Confira o elenco que vai representar o Santa Maria na Segundinha 2020:

Goleiros: Márcio Fernandes (Formosa-GO), Douglas Bispo (Luziânia) e Thiago José;
Zagueiros: Santiago (Luziânia) e Matheus Oliveira;
Laterais: Weverton (Luziânia), Cleiton (Luziânia), Dudu Gago (Atlético Alagoinhas-BA) e Rodrigo Xavier;
Volantes: Castro Jr.(Real Brasília), Dadinho (Luziânia), Gabriel Neves (Paranoá), Ismar Reis (Paranoá) e Marcos Mateus;
Meias: Rodrigo Menezes (Luziânia), Allanzinho (Luziânia), Handerson (União Tomar-POR) e Leandro Meirelles;
Atacantes: Kelvin (Luziânia), Weberthy (Luziânia), Ferrugem (Luziânia), Dan (Atlético Cearense-CE) e Pedrinho.

COMISSÃO TÉCNICA:

Técnico: Ricardo Antônio;
Preparador Físico: Fernando Julião;
Preparador de Goleiros: Ronaldo “Aranha”;
Fisioterapeuta: Luan Lyncoln;
Mordomo: Negão;
Diretor de Futebol: Rafael Cascão

Rener Lopes é jornalista formado pela Universidade Católica de Brasília (UCB); Atua na mídia esportiva desde 2006. Já teve passagens pelas rádios Paranoá FM, Comunidade FM do Gama, Transamérica FM Brasília, Bandeirantes AM Brasília e Ativa FM Brasília. Tem no currículo três olimpíadas (Atenas 2004, Londres 2012 e Rio 2016), duas Copas do Mundo (Brasil 2014 e 2019) e uma Copa América (Brasil 2019).

Continue Reading