Após a primeira vitória na edição 2018/19 da Superliga Feminina, diante de Balneário Camboriú, o Brasília Vôlei retornou à quadra na noite desta terça-feira (04) para enfrentar o Pinheiros/SP, em partida adiantada da oitava rodada do primeiro turno.

Jogando no ginásio do SESI de Taguatinga Norte, o time da capital federal atropelou a equipe paulista ao vencer por três sets a zero, com parciais de 25×20, 25×23 e 25×16, em apenas 1h15min de partida. A jogadora Renatinha foi eleita a melhor em quadra e levou o troféu Viva Vôlei.

Meninas do Brasília Vôlei comemoraram segunda vitória na Superliga Feminina, desta vez, diante do Pinheiros - Foto: Patricy Albuquerque/Agência EB
Meninas do Brasília Vôlei comemoraram segunda vitória na Superliga Feminina, desta vez, diante do Pinheiros – Foto: Patricy Albuquerque/Agência EB

“Vamos ter que rever o que aconteceu, pois simplesmente hoje, não entramos em quadra”, pontuou o técnico Sergio Negrão, do Pinheiros/SP.

O JOGO
No primeiro set, o Brasília Vôlei começou melhor e abriu 7×3, depois de um bom aproveitamento de bloqueio e contra ataque. A vantagem aumentou em 12×7 após um ponto de bloqueio da levantadora Mari Barreto. Depois de dois ataques para fora, o Pinheiros diminuiu a diferença para 14×10, mas um ponto de bloqueio de Renatinha, o Brasília manteve a vantagem em cinco pontos. Com uma boa distância no marcador, o time da capital venceu o set por 25×20, em 25min, e abriu um set a zero na partida.

No segundo set, o Pinheiros começou abrindo 5×3 na parcial. A equipe de Brasília logo empatou em 8×8. Após um ataque para fora da equipe paulista, foi a vez do Brasília Vôlei colocar 11×9 na parcial. Mas o Pinheiros, com Camila Paracatu e Lyara, empatou logo em seguida em 11×11. Com uma primeira metade de set mais equilibrado do que o primeiro, o Brasília Vôlei teve mais dificuldades. Porém, conseguiu vencer a parcial por 25×23, em 28min, abrindo dois sets a zero no jogo.

No terceiro set, o Brasília começou abrindo 3×0 após um ponto de ataque de Renatinha e um ace de Mari Barreto. Depois de mais um ponto de ataque da central Angélica, o Brasília abriu 7×2, obrigando Sérgio Negrão a parar o jogo. O Pinheiros diminuiu a diferença para 15×12 após um ponto de bloqueio. Porém, o Brasília retomou a diferença em 17×12 após um ponto de Angélica. Com o set controlado, o time da capital federal não teve dificuldades para fechar a parcial por 25×16, em 22min, e vencer a partida por três sets a zero.

O Brasília Vôlei volta à quadra na próxima sexta-feira (07), às 20h, no ginásio do SESI de Taguatinga Norte, contra a equipe do São Caetano.

Compartilhar