Após a CBV decretar o fim das competições nacionais devido a pandemia do coronavírus, os clubes já começaram o planejamento para a próxima temporada.

De volta à elite do vôlei nacional após disputar a Superliga B e conquistar uma das duas vagas de acesso, o Brasília Vôlei aposta na manutenção da equipe que disputou a atual temporada e buscou a contratação de jogadoras pontuais.

Entre as renovações, estão as do treinador Rogério Portela, a capitã e ponteira Silvana, a central Edna, a oposta Ariane, a central Aline, a líbero Vitória e a ponteira Ingrid seguem no elenco para a próxima temporada.

Já nas contratações, a levantadora Vívian Lima, que estava no Praia Clube de Uberlândia, retorna a equipe. Outra jogadora que está de volta a capital é Isabela Paquiardi, que estava no Pinheiros.

A Federação Internacional de Voleibol liberou a volta às quadras a partir de primeiro de junho. Fica a cargo de cada federação o término da temporada anterior ou começar a temporada 2020/2021.

No caso da CBV, as Superligas A e B feminina e masculina foram finalizadas sem campeão. Apenas o acesso da Superliga B, que ficou com as equipes de Guarulhos e Uberlândia no masculino e Brasília Vôlei e Itajaí no feminino foram concretadas.