Siga Nossas Redes Sociais

Vôlei

Assim como o Praia Clube, Campinas quer surpreender e faturar Superliga

Escrito em

Na manha deste domingo (10), Campinas e Cruzeiro se enfrentam na busca pelo título da Superliga Masculina 2015/16. O jogo disputado no ginásio do Nilson Nelson, às 9h30, terá uma peculiaridade semelhante à ocorrida na final feminina disputada uma semana atrás no mesmo local: um gigante acostumado a finais contra um estreante.

Desta vez, o estreante é o Campinas. Essa é a quarta participação na Superliga e, pela primeira vez, chega à grande final. Assim como no final feminina, muitos críticos antes da final já davam à final como ganha pelo gigante e a história mostrou que é sempre melhor esperar. É nessa máxima que agarram os jogadores e comissão técnica.

Um dos símbolos dessa equipe, o capitão Wallace acredita que apesar do favoritismo estar com os mineiros, é possível sim sair domingo do Nilson Nelson com o título. “O favoritismo deles é total, mas se tratando de final em jogo único, qualquer coisa de errada pode comprometer, e a gente acredita muito porque ao longo do returno e dos playoffs nós fomos crescendo muito”, analisou o capitão.

Técnico do Brasil Kirin Campinas, Alexandre Stanzioni, orienta a equipe no treino no Nilson Nelson - Foto: Alexandre Arruda/CBV

Técnico do Brasil Kirin Campinas, Alexandre Stanzioni, orienta a equipe no treino no Nilson Nelson – Foto: Alexandre Arruda/CBV

Mesmo estreante em finais, o que não falta são jogadores experientes que se fizeram valer da experiência nas semifinais. A vitima foi o Taubaté, um dos favoritos ao título. A situação curiosa foi detectada pelo capitão Wallace e acabou dando a vitória ao time de Campinas. “Eles levaram um cartão amarelo por retardamento no terceiro set, demoraram a levar a papeleta. Na hora da confusão no tie break, uma bateu em mim e falou vai até o arbitro que ele já tem uma advertência, e no caminho eu escutei uma voz, eu não sei quem foi quem falou e ai confirmou o meu pensamento e o árbitro foi muito corajoso porque terminar esse jogo dessa maneira é muito difícil, mas ele estava respaldado pela regra que não o compromete”, contou o jogador.

Wallace (C) é uma das referências da equipe campineira na final da Superliga Masculina - Foto: Alexandre Arruda/CBV

Wallace (C) é uma das referências da equipe campineira na final da Superliga Masculina – Foto: Alexandre Arruda/CBV

Um dos heróis dessa partida foi o ponteiro Piá. Lesionado e sem condições de jogo, o atleta resolveu mesmo assim ir para jogo e era visível a falta de condicionamento físico dele, não conseguiu jogar bem em quadra, mas serviu de inspiração para os companheiros. “Nosso time não foi feito de uma peça só, tanto é que tem poucas pessoas que são destaque individuais, então cada pessoa que puder vai ajudar muito. A minha ajuda no jogo contra Taubaté não foi tanto em quadra e sim emocional”, analisou o jogador.

Técnico da equipe, Alexandre Stanzioni acredita que para ganhar do Cruzeiro, a chave é não mudar a estrutura da equipe campineira. “A preparação da equipe tem que seguir seu caminho natural, a gente sempre aposta naquilo que o time tem como característica, e essas características tem de estar presentes nos jogos mais importantes e fizemos isso para chegar até aqui e não vale a pena mudar”, comenta o treinador.

Fora isso outro fator importante está no elenco, que para o treinador é bem homogêneo. “Temos que entender onde são os pontos que podem ter problemas para o adversário, esconder os nossos problemas. A nossa equipe é versátil, tem um banco muito próximo do time titular, então as trocas funcionam bem, sabemos jogar bem defensivamente, temos uma equipe equilibrada”, completou o treinador.

Sada/Cruzeiro e Campinas jogam a final neste domingo às 9h30 no ginásio do Nilson Nelson em Brasília. Acompanhe tudo dessa grande decisão na Esportes Brasília a partir das 9h15.

Ana Paula Freire é formada em jornalismo pela Universidade Católica de Brasília e tem na bagagem a cobertura dos Jogos Olímpicos de Londres 2012.

Continue Reading
Clique para deixar seu comentário

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

P