Siga Nossas Redes Sociais

Outros Esportes

Por falta de estádios no DF, Tubarões do Cerrado fará final de conferência da BFA em Goiânia

Escrito em

O mais otimista dos torcedores poderia esperar que o jogo entre Tubarões do Cerrado, principal representante de Brasília no futebol americano, e Cuiabá Arsenal poderia ser visto na capital federal. Ainda mais se tratando de uma final de conferência, valendo vaga para a semifinal nacional do campeonato brasileiro.

Pois é. Devido à falta de estádios disponíveis no Distrito Federal, a partida não acontecerá na sede do time. Em uma nota divulgada no último fim de semana, o Tubarões do Cerrado informou que o maior clássico da modalidade no centro-oeste será realizado… em Goiânia/GO.

O Distrito Federal dispõe de estádios públicos em quase todas as cidades-satélites. O problema é que nenhum deles possui laudo de segurança, vigilância sanitária, entre outros, com validade regular. Além disso, o Abadião e o Bezerrão estão sendo utilizados para jogos e treinos da Copa do Mundo da FIFA Sub-17.

Para se ter uma ideia da dificuldade em se achar um espaço disponível para realizar uma partida, o jogo da semifinal de conferência, quando o Tubarões bateu o Sorriso Hornets, aconteceu no campo suplementar ao estádio Serejão, em Taguatinga, onde não há cabines de transmissão ou arquibancada. As poucas testemunhas que acompanharam o jogo tiveram que sentar-se – literalmente – no mato.

Desta maneira, o jogo entre Tubarões do Cerrado e Cuiabá Arsenal acontecerá no dia 16 de novembro, às 18h, no estádio do SESI Ferreira Pacheco, em Goiânia/GO.

Rener Lopes é jornalista formado pela Universidade Católica de Brasília (UCB); Atua na mídia esportiva desde 2006. Já teve passagens pelas rádios Paranoá FM, Comunidade FM do Gama, Transamérica FM Brasília, Bandeirantes AM Brasília e Ativa FM Brasília. Tem no currículo três olimpíadas (Atenas 2004, Londres 2012 e Rio 2016), duas Copas do Mundo (Brasil 2014 e 2019) e uma Copa América (Brasil 2019).

Continue Reading
Clique para deixar seu comentário

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *