Atualizada em 31/10/2018 às 00:25

Estagiário sob a supervisão de Rener Lopes
Colaborou Rener Lopes

O Running back do Tubarões do Cerrado, Fellipe Florêncio, se envolveu em uma forte polêmica após postar um vídeo de apoio ao novo Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, em uma rede social. Com uma arma na mão e um discurso de ódio, o atleta mandou uma mensagem para todos aqueles que são contra o político do PSL.

Pouco tempo depois do primeiro boletim presidencial, exatamente às 19:38, o jogador publicou um vídeo em sua conta pessoal do Facebook, em que aparece trajado com uma camisa do Brasil, aparentemente em casa.

Sozinho, ele mostra uma pistola que teria sido acabado de ser descarregada e diz: “Só um aviso aos desavisados, é Jair Bolsonaro o Presidente. Já descarregamos o pente aqui, porque agora está tudo certo. Não tem mais volta. Feminazi, pessoal que falou que ia sair do Brasil se o Jair Bolsonaro ganhasse, já pode sair, tchau, vai embora, não vai fazer falta. Agora, vagabundo, prepara que a gente vai atrás de vocês, não vai dar não, se manda”.

Fellipe aparece em vídeo falando sobre a eleição de Jair Bolsonaro para a presidência da República. Atleta afirmou que já tirou vídeo do ar - Foto: reprodução
Fellipe aparece em vídeo falando sobre a eleição de Jair Bolsonaro para a presidência da República. Atleta afirmou que já tirou vídeo do ar – Foto: reprodução

“Estou à disposição”, diz Fellipe
Em entrevista exclusiva à Esportes Brasília, Fellipe tentou se justificar. “Não tinha nada demais. Eu apenas protestei contra as pessoas que fazem desordem no Brasil. Eu não entendi o tamanho da repercussão”, afirmou Fellipe, por telefone. Fellipe ainda informou à reportagem da Esportes Brasília que já retirou o vídeo do ar.

O Running back do principal time da capital federal tem a média de um touchdown por partida e já participou, inclusive, da final do Campeonato Brasileiro, o Brasil Bowl, representando a equipe do Flamengo Imperadores à época.

Questionado se pode sofrer alguma sanção por parte do Tubarões do Cerrado, Fellipe garante que está tranquilo e à disposição do time. “Não tenho motivos para que o time possa me prejudicar. Dentro de campo meu desempenho é exemplar. Meu posicionamento é apenas político. Eu estou pronto para poder ajudar quando for necessário”, ressalta.

No entanto, a diretoria do Tubarões do Cerrado informou que suspendeu o atleta até o fim da temporada 2018. “O Tubarões do Cerrado não condiz com as declarações dadas por ele“, afirmou o presidente Lucas Muniz, em entrevista à reportagem da Esportes Brasília.

Compartilhar