Siga Nossas Redes Sociais

Futebol

Pênalti fora da área? Brasiliense quer anulação do jogo frente à Ferroviária

Escrito em

No último sábado (18), na cidade de Araraquara, no interior de São Paulo, a Ferroviária enfrentou o Brasiliense no segundo jogo da segunda da série D, no grupo B11.

Quando eram jogados 22 minutos do segundo tempo, o atacante Júlio Vitor, da Ferroviária, avançou em direção à área do Brasiliense. Então, o lateral direito do jacaré, Alex Murici, acabou derrubando o atacante do time paulista. A bola estava fora da área, conforme as imagens do lance.

Foto: Reprodução/Esportes Brasília

Entretanto, o árbitro Antônio Márcio da Silva marcou falta. Logo em seguida, após conversa com o auxiliar, mudou de ideia e marcou penalidade máxima. O atacante Júlio Vitor cobrou a infração e decretou a vitória da Ferroviária, por 1 a 0, classificando o time paulista para as oitavas de final da série D do brasileiro.

O Brasiliense anunciou, no início da tarde desta segunda-feira (20), que deve impetrar nas próximas horas com uma ação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) no Rio de Janeiro, pedindo a anulação da partida.

O time candango quer buscar os direitos em função da marcação da penalidade máxima, até prova em contrário, não ter acontecido. Conforme imagens do lance, a bola estava fora da área do Brasiliense.

O experiente atacante Zé Love protestou nas redes sociais: “O que fizeram com o Brasiliense hoje foi uma vergonha, um verdadeiro assalto. São sonhos destruídos”, disse. Já a presidente do clube, Luiza Estevão, também usou as redes para demonstrar sua indignação. “Podem tentar o que quiserem. Essa briga não acabou. Eu vou, nós vamos sempre brigar pelo sucesso e a volta à elite. O Brasiliense sempre foi e voltará a ser grande”, ressaltou.

Natural de Pelotas/RS, Sérgio Porto é jornalista com passagem pelas rádios Planalto AM, Clube AM, Nossa FM, Jovem Pan Brasil e DF10, parceira da Esportes Brasília. Também atua como repórter freelancer em diversas emissoras de rádio do país.

Continue Reading