Siga Nossas Redes Sociais

Futebol

Palmeiras goleia Cresspom e “Tigresas” estão rebaixadas para o Brasileirão Feminino A2

Escrito em

Foto: Luã Tomasson/especial para a Esportes Brasília

Cresspom e Palmeiras se enfrentaram na manhã deste domingo (19), no estádio Abadião, em Ceilândia, numa partida válida pelo Brasileirão Feminino.

Além de ter que brigar em campo, os dois times tiveram um outro desafio: um evento de drift que acontecia ao lado do estádio Abadião. A borracha queimada pelos pneus chegava, em cheio, ao campo de jogo. Tanto que a partida precisou ser paralisada pelo árbitro Leandro Almeida, com quatro minutos de jogo, para que a fumaça se dissipasse.

Depois dessa paralisação, a rede balançou. Aos sete minutos, a goleira Jully sai errado, Keké consegue fazer o domínio e bate devagarinho para o gol. A bola mansamente entra na rede, abrindo o placar para o Cresspom.

Mas dois minutos depois, após cobrança de escanteio pela esquerda de Andressinha, a bola vai na medida para Bruna Calderan testar firme e vencer a goleira Quezia, empatando o confronto.

Já aos 30 minutos, após boa trama pela esquerda, a bola é lançada na medida para Bia Zaneratto, livre de marcação, cabecear e mandar pro gol, virando o placar no Abadião para o Palmeiras.

Cinco minutos depois, Bia Zaneratto avança pela esquerda e cruza para Carol Rodrigues, sem nenhuma jogadora do Cresspom marcar, apenas dominar e fuzilar o gol de Quézia, ampliando o marcador para o verdão paulista.

Aos 39 minutos, praticamente um replay do terceiro gol paulista. Cruzamento da Day Silva pela esquerda, e Carol Rodrigues finaliza. A bola vai na trave e morre na rede, anotando o quarto palmeirense.

Já no segundo tempo, aos dois minutos, Camila Santos toca a mão na bola na grande área e o árbitro marca penalidade máxima. Na cobrança, Bia Zaneratto bate com categoria, deslocando a goleira Quezia, e marca o quinto do time visitante.

Na reta final de jogo, aos 44 minutos, após cobrança de escanteio Chú Santos desvia com a mão pro gol, mas o árbitro acaba validando o tento. É o sexto gol do Palmeiras. Dois minutos depois, Bia Zaneratto recebe passe pela esquerda, invade a grande área e bate na saída de Quézia, fechando o placar no estádio Abadião.

Com a derrota, o Cresspom não pode mais alcançar o Cruzeiro, que tem 13 pontos, pois o time candango pode chegar apenas a 12 pontos. Com isso, a equipe está rebaixada para o Brasileirão Feminino A2 de 2023.

Na próxima rodada, o Cresspom apenas cumprirá tabela diante do Real Brasília e fecha a participação na elite do futebol brasileiro, diante da Ferroviária/SP.

CAMPEONATO BRASILEIRO FEMININO SÉRIE A1 – 1ª FASE – 13ª RODADA
CRESSPOM 1-7 PALMEIRAS
19.06.22 – ESTÁDIO ABADIÃO – CEILÂNDIA/DF

Cartões Amarelos:
Nath Pitbull (Cresspom)
Bia Zaneratto, Jully, Duda Santos, Agustina, Chú Santos (Palmeiras)

CRESSPOM
Quezia; Buga, Camila Santos, Bruna Amarante e Alê Rato (Jheneffer); Silvana, Nath Pitbull, Isa (Silvânia) e Bárbara Chagas; Patrícia (Michelle) e Keké.
Técnico: Robson Marinho

PALMEIRAS
Jully (Amanda); Thais (Ana Clara), Agustina (Carolzinha), Day Silva e Bruna Calderan; Julia Bianchi, Andressinha (Ary Borges), Duda Santos (Chú Santos) e Byanca Brasil; Bia Zaneratto e Carol Rodrigues.
Técnico: Hoffmann Túlio

Rener Lopes é jornalista formado pela UCB. Atua na mídia esportiva desde 2006, com passagens por seis rádios, como narrador e setorista. Tem no currículo três olimpíadas (Atenas 2004, Londres 2012 e Rio 2016), duas Copas do Mundo, duas Copas América. Apresenta o Mais Brasil Esportes na Mais Brasil News FM.

Continue Reading
P