Siga Nossas Redes Sociais

Futebol

Multicampeão candango, Rodriguinho deixa o Brasiliense

Escrito em

Depois de atuar como jogador e auxiliar técnico, Rodriguinho não é mais diretor de futebol do Brasiliense - Foto: Lucas Bolzan/Brasiliense FC

Rodrigo Lopes, mais conhecido como Rodriguinho, não é mais diretor de futebol do Brasiliense. O ex-atleta candango anunciou a saída do Jacaré na última terça-feira (28). Quando jogador, o agora ex-dirigente bateu recorde de títulos do futebol candango: 11, marca que perdura até hoje.

A história no clube amarelo evoluiu ao longo dos últimos anos. Primeiro, Rodriguinho vestiu a camisa da equipe como jogador. Depois, passou pela função de auxiliar técnico e, por último, atuou como dirigente por dez meses, desde setembro de 2019.

No futebol candango, ninguém tem mais títulos que Rodriguinho: são 11 como jogador – Foto: Lucas Bolzan/Brasiliense FC

Segundo a assessoria de comunicação do Brasiliense, Rodriguinho não fazia mais parte do quadro da equipe desde o dia 25 de março. Quando comissão técnica e jogadores se reapresentaram para realizar os exames RT-PCR de combate à Covid-19, exigência do Governo do Distrito Federal para a volta às atividades, Rodrigo não estava mais no elenco.

Pelas redes sociais, o ex-meia-atacante comentou a saída da equipe. “Fica aqui meu agradecimento de forma muito especial para esse clube, para todos os integrantes da equipe e para torcida que sempre me tratou com muito carinho”, disse.

Para o lugar de Rodriguinho, a diretoria do Brasiliense agiu rápido e trouxe Paulo Henrique Lorenzo, que retorna ao Jacaré depois de algumas passagens pelo clube.

O Brasiliense aguarda a partida entre Gama e Real Brasília para saber quem será o adversário nas quartas de final do Candangão 2020. O time está na segunda posição da primeira fase, com 28 pontos e um aproveitamento de 81,5%.

Continue Reading