Após dois bicampeonatos da primeira divisão do Futebol candango (2014 e 2016), a Associação Atlética Luziânia acabou decepcionando no campeonato mais importante do futebol regional e parou nas quartas de final, diante do Ceilândia, ao ser goleado por 5×1 no jogo de ida e perder por 1×0 na partida de volta.

O time azul do entorno do DF rescindiu contrato com seis jogadores dias antes da partida de volta das quartas de final do Candangão 2017.

Com isso, e já visando a Série D do Campeonato Brasileiro, o Luziânia receberá o apoio do Real FC – que foi eliminado pelo Brasiliense do Candangão -, mirando o acesso para a terceira divisão do futebol nacional em 2018. A informação foi divulgada com exclusividade durante a transmissão da Esportes Brasília no jogo entre Gama e Paracatu.

O principal objetivo é formar um plantel competitivo com os jogadores das duas equipes, além de reforços que o time da igrejinha contratará, trabalho que será destinado à comissão técnica da equipe.

Os trabalhos para essa nova reformulação começaram na última segunda-feira (17). Os nomes dos jogadores e comissão técnica ainda não foram definidos, mas existe a expectativa de que Luis Carlos Souza, um dos técnicos do Real no Candangão 2017, venha a treinar a equipe.

O “novo” Luziânia estreará na série D do Campeonato Brasileiro no dia 21 de maio, diante do Aparecidense, fora de casa.

Compartilhar