O decreto do Governo do Distrito Federal, sobre a paralisação de atividades com aglomeração de pessoas, tinha a expectativa de se encerrar nesta segunda-feira, 18 de maio. Entretanto, após a sugestão da Justiça Federal, a volta das atividades esportivas deve ser prorrogada para 30 de junho. O Governo do Distrito Federal promete recorrer da decisão.

Com isso, a Federação de Futebol do Distrito Federal aguarda a veiculação de decreto por parte do GDF sobre o assunto, para que então possa definir o plano de ação, visando a retomada das atividades esportivas na capital do Brasil.

Em entrevista à Rádio DF10, parceira da Esportes Brasília, Márcio Coutinho, diretor técnico da FFDF, comentou sobre as ações da entidade para buscar a volta das atividades esportivas na Capital do Brasil.

“Estamos aguardando um decreto do governador para tomarmos as nossas decisões. Quando tiver tudo autorizado, devemos promover reunião com os vários setores envolvidos (esporte, saúde, segurança, etc..) e então traçarmos um plano de trabalho”, disse.

Sobre as praças esportivas de Brasília que são de propriedade do Governo do Distrito Federal, Márcio Coutinho espera que as manutenções estejam ocorrendo com normalidade: “Quanto aos estádios, esperamos que estejam em condições boas para a prática do futebol e, ainda, na expectativa dos laudos estarem todos em dia. Vale lembrar que os estádios pertencem ao Governo do Distrito Federal”, ressaltou o diretor.

É bom lembrar que o estádio Abadião, na Ceilândia, e o Estádio Nacional Mané Garrincha, no Plano Piloto, estão sendo utilizados como apoio pelo governo loxal para atendimento aos afligidos pela pandemia do Coronavírus.

Márcio Coutinho deixou uma mensagem à todos envolvidos no esporte da Capital do Brasil: “Faremos tudo com tranquilidade e sempre pressa, pois é muita responsabilidade com a vida dos outros nesse momento. Então, é ter calma e paciência, pois estamos tratando de vidas humanas”, ponderou.

Para encerrar a primeira fase do Candangão 2020, falta apenas o jogo entre Gama e Real Brasília. O alviverde é o líder da primeira fase, com 28 pontos, a mesma pontuação do Brasiliense. Real Brasilia, Formosa, Taguatinga, Capital, Luziânia e Sobradinho completam a lista dos oito classificados para a próxima fase da competição candanga.