Jogando a primeira partida em casa pela série D, o Sobradinho não resistiu e foi derrotado pela Caldense/MG por 1×0. Apesar de dominar os 90 minutos, o time do DF pecou em uma jogada e levou o gol que cravou a segunda derrota em dois jogos do campeonato nacional e começa a se complicar. A Caldense, por sua vez, chega a segunda vitória seguida e lidera o grupo A12.

Destaque do jogo segundo a transmissão da Esportes Brasília, João Paulo comemorou a vitória fora de casa. “Nós sabíamos da qualidade do time do Sobradinho, nós viemos, primeiramente, para não sofrer gols e sabíamos que a gente poderia ter a chance de marcar. tivemos a felicidade de fazer o gol”, disse. Autor do gol, Bruninho deu detalhes sobre o tento da vitória. “Eu faço muitos gols dessa maneira, fico ali na grande área esperando o erro do cruzamento, tive a felicidade de dominar e fazer o gol”” contou.

Do lado do Sobradinho, o estreante Andrei Alba lamentou o resultado, mesmo o time fazendo boa partida. “É um campeonato de tiro curto, a gente sai com duas derrotas, mas não adianta só jogar bem. Tivemos um bom volume de jogo, mas não conseguimos fazer o gol. A gente mostrou que temos um time forte”, falou. O próximo jogo será novamente em casa, contra a Portuguesa/RJ. “Agora é seguir trabalhando para a gente poder vencer em casa e tirar pontos fora de casa como a Caldense fez com a gente”, completou.

Primeiro tempo

Os primeiros minutos do jogo foram marcados por muito briga. Sabendo que precisava do resultado, o Sobradinho não demorou para tomar as rédeas da partida e criou boa uma boa oportunidade logo aos cinco minutos de jogo. Alba viu bem Leandro Aguiar no ataque e fez belo lançamento. Porém, o camisa 9 não conseguiu o chute firme e a zaga desvia para escanteio. Aos 9′ quase o primeiro gol do Leão. João de Deus recebeu um belíssimo passe em profundidade, carregou a bola e chutou firme. A bola bateu na rede pelo lado de fora, levantando a torcida. Sabendo que precisavam do resultado, os donos da casa, embalados pela torcida, começaram em cima, em busca do gol que daria a tranquilidade no jogo.

Aos 14 minutos de jogo mais uma boa chance do Sobradinho. Alba bateu falta da ponta direita direto para o gol, surpreendendo o goleiro João Paulo, que viu a bola passar raspando na trave esquerda. Só dava Leão da Serra no jogo. Aos 21′, novamente uma grande chance. Andrei Alba cruzou bola para dentro da área, cabeça de Luis Felipe. O camisa 7 resvalou na bola e obrigou o arqueiro mineiro a fazer uma grande defesa. E os donos da casa perdiam uma chance após a outra. Aos 28′, novamente Luis Felipe. Alba fez um lançamento incrível para o meia, que cabeceou, livre, por cima do gol. Chance incrível perdida pelo Sobradinho.

O Caldense-MG chegou com perigo somente aos 31 minutos de jogo. Gabriel Tonini cobrou falta forte, a bola desviou na barreira e foi no cantinho de Léo Rodrigues, que pulou bonito e fez a defesa. Aos 41′, Luis Felipe, sim, de novo ele, arriscou, de longe, e a bola passou perto, tirando tinta do goleiro João Paulo.

Final de primeiro, 0x0. Mesmo dominando todas as ações do jogo, o Sobradinho cansou de perder gols, não conseguiu tirar o zero do placar e desperdiçou a oportunidade de voltar tranquilo para o segundo tempo.

Segundo tempo

O segundo tempo começou diferente. A Caldense voltou mais perigosa, enquanto o Sobradinho tentava manter a superioridade do primeiro tempo. Aos cinco, Mariotto invadiu a área pela direita, levou a marcação,e chutou rasteiro. Léo Rodrigues, bem posicionado, faz a defesa e joga a bola para escanteio. Aos 9′, veio o primeiro golpe. Após cruzamento da esquerda, a bola sobrou para Bruninho, que havia acabado de entrar, dominou, sozinho, e chutou no canto do goleiro Brasiliense, 1×0 Caldense-MG.

Após o gol, a Caldense-MG fechou a casinha e passou a depender dos contra-ataques. Enquanto isso, o Sobradinho tentava furar o bloqueio, mas sem sucesso. Aos 30 minutos, quase o segundo dos mineiros. Mariotto recebeu boa bola em profundidade e chutou na saída do goleiro do Leão, que fez praticou bela defesa. No rebote, a bola desvia na zaga e vai para escanteio. Os donos da casa não demoraram para responder. Bela jogada de Leandro Aguiar pela direita, ele passou pela marcação, cruzou, a bola bateu na zaga, voltou para ele, que jogou para dentro da área novamente. Na confusão, João Paulo fez boa defesa e jogou a bola para escanteio.

Na marca de 34 minutos, João de Deus pegou sobra do escanteio, partiu para cima da marcação e foi derrubado. Pênalti para o Sobradinho. Na cobrança, Andrei Alba bateu no canto direito do goleiro João Paulo, que fez boa defesa. Com mais volume de jogo e pressionando, time do técnico Victor Santana perdeu a melhor chance de empatar o jogo. Aos 38, Ewertton dominou de fora da área e chutou para o gol, para mais uma defesa do paredão mineiro. João Paulo ainda fez mais uma defesa. João de Deus chutou forte, de fora da área, para boa intervenção do destaque da partida.

E foi isso. Apesar de dominar os 90 minutos de jogo, o Sobradinho leva um gol em uma bobeira da zaga e se complica na série D. Agora, são duas derrotas em dois jogos.

Na próxima semana, o Sobradinho recebe a Portuguesa, em busca da primeira vitória. Enquanto isso, o Caldense viaja até o Espírito Santo para enfrentar o Vitória/ES.

CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE D – 2ª RODADA

SOBRADINHO 0×1 CALDENSE/MG

11/05/2019 – ESTÁDIO AUGUSTINHO LIMA SOBRADINHO/DF

Arbitragem: Fabio Santos de Santana/AC

Assistente 1: Rener Santos de Carvalho/AC

Assistente 2: Fábio Nascimento da Silva/AC

Quarto árbitro: Maquielson Lima Barbosa/DF

Público: 160 pagantes

Renda: R$ 1600,00

Cartões amarelos: Leleco, Gabriel Tonini, Rafael Rosa, Morais, Bruninho, João Paulo, Marcus Grippi (Caldense-MG) Luis Felipe (Sobradinho)

Cartões vermelhos: Não teve.

Gols: Bruninho, aos 9′ do segundo tempo (Caldense-MG)

SOBRADINHO

Léo Rodrigues; Andrezinho, Hyago, Jailton e Dionatan; Robinho (Ewertton), Luis Felipe, Alba e João Manoel (Rafael Fontes) (Murilo); João de Deus e Leandro Aguiar.

Técnico: Victor Santana.

CALDENSE-MG

João Paulo; Gabriel Tonini, Morais, Guilherme Martins e Rafael Rosa; Franklin, Lucas Silva (Tharsus) e Leleco (Bruninho) ; João Victor (Artur), Mariotto e Denílson.

Técnico: Marcus Paulo Grippi.