No jogo da tarde deste domingo, no estádio Nacional Mané Garrincha, recebeu a equipe do Paracatu. A partida foi válida pelo jogo da volta das quartas de finais do Candangão 2017 e terminou no placar de 2×1, favorável ao time gamense, no tempo normal.

Como na partida de ida, no estádio Frei Norberto, o Paracatu venceu por 1×0, a decisão foi para as penalidades máximas. O goleiro Jordan, da equipe mineira, fez três defesas e garantiu a águia nas semifinais do Candangão.

O JOGO
O Gama saiu fulminante em busca do primeiro gol. Logo aos nove minutos, em chute de fora da área, o zagueiro Rodrigo Bronzatti mandou para fora. Cinco minutos depois, Baiano cobrou falta para o Gama e a zaga mineira mandou para escanteio. Na cobrança do esquinado, Roberto Pitio cabeceou para fora.

Aos 20 minutos, grande jogada de Michel Pires, com Lucas Vitor chutando para o gol. Jordan defendeu e a bola sobrou para Roberto Pitio chutar e fazer 1×0 para o Gama.

O Paracatu empatou o jogo aos 34 minutos, após cobrança de escanteio de Anderson Oliveira, com Cleiton Junior cabeceando para o fundo do gol do goleiro Maringá, do Gama. O alviverde tentava desempatar o jogo em bolas paradas cobradas por Baiano, mas não conseguiu furar o bloqueio mineiro.

No segundo tempo, mais uma vez o Gama partiu para o ataque em busca do segundo gol. O Paracatu ficou assustado com a investida do time candango. Boas oportunidades foram criadas para o Gama, com o goleiro Jordan conseguindo segurar o ataque gamense. Porém, aos 27 minutos, um bombardeio gamense e Alvinho acabou fazendo o segundo gol do Gama. A decisão se encaminhava para as penalidades máximas.

O Paracatu teve três situações vivas para empatar o jogo através de Carlos Henrique, com o goleiro gamense Maringá fazendo milagres. Um dos chutes acertou o travessão gamense e a bola, em seguida, foi para a linha de fundo.

O Gama acordou e foi em busca do gol que lhe garantia a classificação, mas o Paracatu, de Rubio Guerra, conseguiu neutralizar o ataque gamense. Fim de jogo no tempo normal, com vitória gamense por 2×1. A decisão da vaga para as semifinais foi para as penalidades máximas.

Gama venceu o Paracatu no tempo normal, mas acabou eliminado ao perdeu nos pênaltis pelo time mineiro - Foto: Douglas Oliveira/SE Gama
Gama venceu o Paracatu no tempo normal, mas acabou eliminado ao perdeu nos pênaltis pelo time mineiro – Foto: Douglas Oliveira/SE Gama

GOLEIRO JORDAN, DO PARACATU, PEGOU TRÊS COBRANÇAS
Roberto Pitio abriu o placar para o Gama. Ademir empatou para o Paracatu. Jeferson Paulista perdeu para o Gama ao bater e Jordan defender na direita. Paulinho converteu fazendo 2×1 a favor da equipe mineira.

Gordo cobrou para o Gama e o goleiro Jordan defendeu com os pés. No entanto, Breno perdeu para o Paracatu mandou longe do gol, mantendo o placar em 2×1.

Potita converteu para o Gama e empatou em 2×2. Carlos Henrique converteu para o Paracatu e colocou a águia mineira na frente. O quinto pênalti gamense foi cobrado por Baiano e o goleiro Jordan brilhou, defendendo a cobrança e dando números finais à partida.

O técnico Rubio Guerra, do Paracatu, comentou aos prantos sobre a classificação. “Estamos fazendo história no Paracatu, levando a equipe pela primeira vez às semifinais. Vamos saborear muito esta vitória. Depois, vamos pensar no Ceilândia”, disse o comandante do time mineiro.

Pelo lado do Gama, o zagueiro Bronzatti tentou explicar a derrota: “Buscamos um melhor resultado e, infelizmente, estamos fora. Agora é pensar no que erramos e pedir desculpas ao torcedor gamense”, disse o zagueiro do aliverde candango.

O Gama, pelo segundo ano consecutivo, é eliminado do Candangão em cobranças de penalidades máximas e entra em férias forçadas até 2018. Já o Paracatu enfrentará o Ceilândia nas duas partidas das semifinais. O primeiro jogo será no estádio Frei Norberto, na quinta-feira (19).

CAMPEONATO BRASILIENSE – QUARTAS DE FINAL – JOGO DE VOLTA
GAMA 2-1 PARACATU (TEMPO NORMAL)
GAMA 2-3 PARACATU (PÊNALTIS)
16.04.2017 – ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRINCHA – BRASÍLIA/DF

Arbitragem: Almir Camargo
Público: 1.446 pagantes
Renda: R$ 13.434,00

Cartões amarelos:
Dudu Gago, Felipe Assis, Baiano, Gordo, Thiago Coimbra (Gama);
Renato, Leo Cruz, Diógenis, Carlos Henrique (Paracatu).

GAMA
Maringá; Dudu Gago, Eduardo José, Rodrigo Bronzatti e Felipe Assis; Baiano, Lucas Victor (Potita), Gordo e Michel Pires (Glaybson) (Jeferson Paulista); Roberto Pitio e Alvinho.
Técnico: Glauber Ramos

PARACATU
Jordan; Renato, Breno, Humberto e Paulinho; Léo Cruz, Caio Cabecinha, Diego Nogueira (Diógenis) e Anderson Oliveira (João Lucas); Carlos Henrique e Cleiton Junior (Ademir).
Técnico: Rubio Guerra

Compartilhar