Atualizada em 03/01/2017 às 16:05

Uma notícia pegou o futebol brasiliense de surpresa no início da tarde desta terça-feira (03). de acordo com o jornalista Wellington Campos, da Rádio Itatiaia/MG, o Gama foi suspenso pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva por conta do não pagamento de dívidas junto àquele tribunal.

Os débitos se referem a penalidades aplicadas na Copa Verde 2016 e no Copa do Brasil de 2016. No caso da Copa Verde, a multa foi de R$ 3,5 mil por ter infringido o artigo 213 no jogo entre Gama e Paysandu, quando a final da competição foi disputada. Já no caso da Copa do Brasil, a multa foi de mil reais por ter burlado o mesmo artigo na partida entre Gama e América/RN.

Processo que trata do jogo entre Gama e América/RN pela Copa do Brasil - Foto: Reprodução
Processo que trata do jogo entre Gama e América/RN pela Copa do Brasil – Foto: Reprodução

O presidente do Gama Weber Magalhães informou que o Gama não possui dívidas neste momento. “Estava em férias e recebi alguns documentos cobrando uma dívida do ano passado. O presidente antigo (Tonhão) me garantiu que as dívidas estão pagas e o clube estava zerado de dívidas. Questionei-o sobre os comprovantes e ele disse que pediria à Contabilidade. Assim que tiver em mãos, levarei ao Rio de Janeiro para impetrar recurso, junto com um advogado já contratado, confirmando que as dívidas do Gama estão pagas”, disse, por telefone, à reportagem da Esportes Brasília.

Processo que trata do jogo entre Gama e Paysandu pela Copa Verde - Foto: Reprodução
Processo que trata do jogo entre Gama e Paysandu pela Copa Verde – Foto: Reprodução

De acordo com o site do Tribunal, a entidade está de recesso até o dia 22 de janeiro, o que ocasionaria o julgamento da ações somente após esta data.

A suspensão do Gama impede que o time, além de não participar de competições oficiais da CBF, inscreva atletas para disputar campeonatos oficiais.

Compartilhar