Siga Nossas Redes Sociais

Futebol

Decreto que libera partidas de futebol no DF proíbe participação da imprensa nos estádios

Escrito em

Atualizada em 06/08/20 às 09:46

Na última terça-feira (04), o governador Ibaneis Rocha assinou o Decreto n.º 41.062, que estabelece as normas para a volta das partidas de futebol na capital federal em tempos de pandemia da Covid-19. Dentre as normas estabelecidas pelo Governo do Distrito Federal, o público não poderá presenciar as partidas nos estádios.

Além disso, o acesso da imprensa aos jogos do Candangão foi proibido. Segundo o texto do Decreto, será permitido que apenas a equipe de televisão detentora dos direitos de transmissão e a equipe de comunicação de cada clube poderão entrar nos estádios. Dessa forma, veículos jornalísticos, como a Esportes Brasília, serão prejudicados ao não poder acompanhar as partidas in loco nas praças esportivas do Distrito Federal.

A medida, de acordo com o Decreto, tambem se estende às emissoras de rádio. Vale lembrar que o rádio é a principal – senão, a maior – fonte de informação dos times da capital federal ao torcedor, uma vez que os veículos televisivos dão muito pouco – ou irrisório – espaço para a cobertura do campeonato estadual.

Nesta quarta-feira (05), em apoio à mídia esportiva do Distrito Federal, a Associação Brasiliense de Cronistas Desportivos (ABCD) enviou uma carta para a secretária de Esporte e Lazer, Celina Leão, pedindo a readequação das medidas impostas pelo Decreto, tendo em conta que a própria ABCD – junto com a Federação de Futebol do Distrito Federal (FFDF) – aprovaram um protocolo rigoroso para evitar a disseminação da Covid-19 entre os cronistas e ter como prioridade a saúde de todos que trabalham em eventos esportivos.

O presidente da ABCD, Jânio Gomes, ressaltou que a ação governamental atrapalha o futebol na região como um todo, pois, a posição dos clubes daqui no cenário nacional em relação aos clubes da série A, por exemplo, afasta a grande mídia, tornando, dessa forma, a mídia local essencial para a divulgação.

“A participação da imprensa para qualquer evento esportivo é extremamente relevante e indispensável. No caso do futebol no DF, a cobertura se torna ainda mais necessária. […] Em tempos de pandemia, quando nenhum torcedor pode ir ao estádio, os veículos de imprensa acabam se tornando o único meio de informação para esses torcedores”, garantiu o dirigente.

A EB procurou a secretaria de Esporte e Lazer para obter um posicionamento a respeito da situação. Por meio de nota, a pasta informou que o protocolo, para a volta da competição, foi estabelecido visando as normas estabelecidas pelo Comitê de Segurança no combate ao Covid-19.

Ainda segundo a nota, a secretaria de Esporte encaminhará, para a análise do Comitê, o documento da ABCD, com as considerações sobre o acesso da imprensa esportiva aos estádios.

Continue Reading