Siga Nossas Redes Sociais

Futebol

Ceilândia trabalha “À espera de um milagre”

Escrito em

Foto: Alan Rones/Arquivo

Um dos representantes do Distrito Federal na série D do brasileiro é o Ceilândia. O time treinado pelo experiente e vencedor técnico Adelson de Almeida é o atual vice-campeão de Brasília.  

Depois da épica vitória em pleno estádio da Ressacada, em Florianópolis/SC, diante do Avaí, por 2×1, em partida válida pela Copa do Brasil, o Ceilândia deu uma esperança ao torcedor e aos desportistas do Distrito Federal que, aquele momento, poderia ser um divisor de águas na vida do clube conhecido Gato Ceilândia.

Porém, não foi isso que aconteceu. Quatro jogadores que estiveram na batalha da Ressacada, acabaram deixando o clube e foram para o arquirrival Brasiliense. Tarta, Gabriel Henrique, Cabralzinho e Romarinho saíram do estádio Abadião e percorreram três quilômetros para se integrar ao elenco do Brasiliense. 

A diretoria do Ceilândia, juntamente com a comissão técnica, foi em busca de repor o plantel. Do próprio Brasiliense chegaram os meio campistas Ferrugem e Peninha. Porém, mais alguns jogadores deixaram o Ceilândia, caso de Vidal, Gabriel Pedra, Watthimen e Thiago Magno. O clube apostou em Roberto Pitio, Gabriel e, mais recentemente, em Roberto Junior e Felipe Clemente. 

Mas aquela precisão nas finalizações não tem se concretizado e o clube está há cinco partidas consecutivas de derrotas na série D. A última vitória foi dia 7 de maio no Abadião, 1×0 sobre o Ação/MT. São sete jogos sem vencer. Com 11 pontos ganhos e ainda por três rodadas por disputar, o Ceilândia tem agora três partidas eliminatórias no fechamento desta primeira fase do grupo A5 da série D. Terá de ir passo a passo, rodada por rodada, em busca da sobrevivência nesta série D. 

“Só nos resta vencer e vencer. Não sei o que está acontecendo que a bola não está entrando. Temos que continuar trabalhando”, disse o volante Ferrugem.  

O QUE PRECISA O CEILÂNDIA PARA SONHAR COM A QUARTA VAGA DO GRUPO A5: 

O Gato Ceilândia terá de superar a própria marca e, em primeiro lugar, vencer o adversário direto pela vaga, o Operário/MT. O confronto acontece neste domingo (03.07), no fatídico horário do meio-dia, no estádio Dito Souza. Caso perca a partida, estará matematicamente sem chance de classificação.  

Caso alcance a vitória frente ao Operário, iria para a penúltima rodada em casa, frente ao Grêmio Anápolis. Mais uma vez uma partida decisiva. Terá de vencer ao time de Anápolis para continuar sonhando com a classificação.

O último compromisso será fora de casa, diante do Costa Rica/MS. Mais um jogo que só a vitória mantém as chances de classificação para a próxima fase da série D. Então, fazer o levantamento dos pontos conquistados para confirmar se passaria ou não para a segunda fase da série D. Neste momento o Ceilândia é cotado em 10% de probabilidade de se classificar, conforme o site especializado Chancedegol.  

Natural de Pelotas/RS, Sérgio Porto é jornalista com passagem pelas rádios Planalto AM, Clube AM, Nossa FM, Jovem Pan Brasil e DF10, parceira da Esportes Brasília. Também atua como repórter freelancer em diversas emissoras de rádio do país.

Continue Reading
P