Siga Nossas Redes Sociais

Futebol

Ceilândia bate Jacaré e revolta torcedores do Brasiliense

Escrito em

Brasiliense e Ceilândia se enfrentaram no estádio Abadião, em jogo válido pela quarta rodada do Candangão 2016. Embora os dois clubes sediam as partidas no mesmo local, o mando deste confronto foi do Jacaré. Mas quem venceu foi o gato preto, por 2×0.

O Jogo
Desde o início de jogo, o Ceilândia consegue se impor melhor no campo de ataque, tanto que até os 30 minutos de partida, Chefe havia falhado três vezes na frente do gol adversário.

Chefe foi um dos destaques da partida, armando boas jogadas - Foto: ceilandiaec.com.br

Chefe foi um dos destaques da partida, armando boas jogadas – Foto: ceilandiaec.com.br

O primeiro gol da partida saiu aos 33 minutos, quando Liel toca para Mario Henrique, que entra em velocidade pela esquerda e bate no canto do goleiro Matheus, abrindo o placar para o gato preto.

Seis minutos depois, Liel faz bom corte pela esquerda, vai ao fundo e cruza para Felipe Cirne, de frente para a meta e sem marcação, só completar para o fundo das redes, fazendo 2×0 para o Ceilândia.

O Brasiliense, muito apático no primeiro tempo, só conseguiu levar perigo nos acréscimos da primeira etapa de bola parada. Na falta de frente para o gol sofrida por Matheuzinho, Ramon bate quase rente ao travessão, obrigando o goleiro Léo a praticar bela defesa.

No intervalo, o presidente do Jacaré, como de costume, foi até o vestiário amarelo. Os jogadores não quiseram dar entrevistas nem na saída do intervalo, nem na volta dos vestiários. Após a “tradicional” conversa, o técnico Everton Goiano substituiu Acleisson por Elivelto.

O time amarelo voltou pressionando unicamente pela esquerda, com um melhor segundo tempo de Matheuzinho e Felipe Assis. Mas apesar de ter criado chances na cara do gol, não conseguiu sair do zero. O Ceilândia segurou o resultado de forma até tranquila, esperando apenas contra-ataques.

Torcedores do Brasiliense protestaram em frente à tribuna de imprensa, em direção ao mandatário Luís Estevão - Foto: Matheus Moura/Agência EB

Torcedores do Brasiliense protestaram em frente à tribuna de imprensa, em direção ao mandatário Luís Estevão – Foto: Matheus Moura/Agência EB

Nos acréscimos da partida, membros de uma torcida organizada do Brasiliense foram para a frente da tribuna de imprensa, aos gritos de “time sem-vergonha”, citando nominalmente alguns jogadores e o próprio mandatário do time, Luís Estevão. Não houve agressão física, mas a torcida ameaçou invadir o campo balançando o alambrado. Em seguida, Estevão foi até a beira da grade para as arquibancadas e conversou com os torcedores, que ficaram um tanto, mais calmos. Luís Estevão saiu sob escolta policial.

Na próxima rodada, o Ceilândia recebe o Gama no estádio Abadião. Já o Brasiliense visita o Brasília no estádio Nacional Mané Garrincha.

CAMPEONATO BRASILIENSE – 4ª RODADA
BRASILIENSE 0-2 CEILÂNDIA

Público: 1.004 pagantes
Renda: R$ 2.820,00
Cartões Amarelos: Patrick, Felipe, Laécio (Brasiliense); Sandro, Mário Henrique, Didão e Allann Delon (Ceilândia)

BRASILIENSE
Matheus Lorenzo; Patrick, André Luis, Felipe e Felipe Assis (Kaká); Acerola, Caio, Matheuzinho (Thiago Miracema) e Ramon; Laécio e Acleisson (Elivelto).
Técnico: Everton Goiano

CEILÂNDIA
Léo; Dudu Lopes (Gabriel), Badhuga e Wallace; Sandro, Mário Henrique, Didão e Liel; Allann Delon, Filipe Cirne e Chefe (Cassius).
Tècnico: Adelson de Almeida

Continue Reading
Clique para deixar seu comentário

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

P