Em confronto de equipes em posições distintas na tabela, o Brasília venceu – de virada – o Brasiliense, no estádio Abadião. O resultado de 3×1 mantem o sonho da permanência colorada na primeira divisão do Candangão.

Com Whaitthman inspirado, o colorado desbancou nos 45 minutos finais o favoritismo do líder, quebrou a invencibilidade do jacaré e venceu pela segunda vez neste Candangão.

Com a vitória, o Brasília chegou aos seis pontos e deixou o ‘pepino’ da lanterna com o Atlético Taguatinga. O Brasiliense continua líder com 21 pontos, mas seguido de perto por Ceilândia e Gama.

O jogo
As duas equipes começaram de olho no gol. Enquanto o Brasiliense atacava e usava com bastante frequência as laterais do campo para chegar no ataque, o Brasilia tentava nos contra-ataques surpreender o jacaré.

Mas foi o time amarelo quem abriu o marcador no Abadião. Após um bom drible, Patrick levantou a bola na área e Luquinhas cabeceou no contra-pé do goleiro Agenor, abrindo o placar aos 27 minutos.

Mesmo atrás no placar, o Brasilia criava oportunidades, mas pecava nas finalizações. A vitória parcial deu tranquilidade ao Brasiliense, que controlou e ditou o ritmo no primeiro tempo.

Jacaré saiu na frente, mas cedeu virada no segundo tempo - Foto: Rafaela Felicciano/Metropoles.com
Jacaré saiu na frente, mas cedeu virada no segundo tempo – Foto: Rafaela Felicciano/Metropoles.com

Na segunda etapa, o Brasiliense continuou atrás do gol da ‘tranquilidade’. Os dez minutos iniciais foram em cima da defesa colorada. Porém, os donos da casa não aproveitaram as chances e viram Whaitthman, atacante do Brasília, cumprir a máxima do ‘Quem não faz, leva’, no futebol. Aos 14, o atacante recebeu a bola e bateu forte para empatar a partida.

O gol não abateu o jacaré, que seguiu atrás do segundo gol. Mas quem balançou as redes novamente, foi o colorado. Maykinho cruzou na área e Daniel completou de cabeça, virando o jogo para o Brasília.

Com a virada, os donos da casa se mandaram para o ataque e esqueceram o contra-ataque. Aos 40 minutos, William tocou para Whaitthman, que encobriu o goleiro Andrey e fechou o placar, marcando um belo gol.

Vitória ao colorado tirou a invencibilidade do Brasiliense e fez com que o Brasília respire no Candangão 2017 - Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles.com
Vitória ao colorado tirou a invencibilidade do Brasiliense e fez com que o Brasília respire no Candangão 2017 – Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles.com

A vitória deu ânimo aos colorados. “Isso foi fruto das pessoas que acreditam no futebol. O Brasília não merece estar nessa posição”, contou Christian Ramos, técnico do Brasília.

Na última rodada, o Jacaré vai à Luziânia, pegar o time da cidade de olho em Gama e Ceilândia, na briga pela primeira posição. Já o Brasilia, recebe o Atlético Taguatinga, no confronto dos desesperados, ainda sem local definido.

CAMPEONATO BRASILIENSE – 10ª RODADA
BRASILIENSE 1-3 BRASÍLIA
18.03.2017 – ESTÁDIO ABADIÃO – CEILÂNDIA/DF

Árbitro: Anderson Basolo
Público: 488 pagantes
Renda: R$ 1.550,00

Cartões amarelos:
Luquinhas, Lucas Zen (Brasiliense)
Ribeiro, Rafael, Toim, Bruno, Daniel (Brasília)

Brasiliense
Andrey; Patrick, Preto Costa, Welton e Mário; Lucas Zen, Guarú (Malaquias) e Souza (Wallace); Peninha (Hericlis), Reinaldo e Luquinhas
Técnico: Rafael Toledo

Brasília
Agenor; Toim, Thiago, Bruno e Rafael (Yuri, Daniel); Bahia, Dourado (Maykinho), Ribeiro e Wallace; Willian e Waitthman
Técnico: Christian Ramos

Compartilhar