A capital federal entrou, definitivamente, na briga para sediar as finais da Copa Sulamericana em 2021, 2022 ou 2023. A informação foi divulgada pela Conmebol, entidade máxima do futebol sul-americano, na tarde desta quinta-feira (14), pelas redes sociais.

A partida, caso Brasília seja selecionada, acontecerá no estádio Nacional Mané Garrincha, palco principal do futebol brasiliense.

Além de Brasília, outras seis cidades brasileiras estão na briga para sediar a decisão em um dos próximos três anos: Curitiba/PR, Fortaleza/CE, Porto Alegre/RS, Recife/PE, Rio de Janeiro/RJ e Salvador/BA.

Outros cinco países também brigam pelo prestígio: Argentina (Buenos Aires e Santiago del Estero), Chile (Santiago), Colômbia (Medellin), Equador (Quito) e Peru (Lima).

Em 2019, última edição da competição, a decisão foi realizada em Assunção/PAR, com vitória do Independiente Del Valle/EQU sobre o Colón/ARG por 3×1. Caso a Copa seja disputada neste ano, a decisão ocorrerá em Córdoba/ARG.