Siga Nossas Redes Sociais

Basquete

Três vezes UniCEUB/Brasília

Escrito em

O segundo jogo da possível melhor de três da final da Liga Sul-Americana parecia até um VT da primeira, onde o UniCEUB/Brasília foi novamente dominado no primeiro quarto pelo San Martin. Mas assim como no primeiro jogo, Deryk Ramos, camisa nove candango, apareceu e novamente, no último segundo, conseguiu uma cesta de três pontos e deu a vitória ao do DF. O jogo acabou com o placar de 82×79 para o de lobos. Com a vitória, os candangos fecharam a série melhor de três com duas vitorias, uma em Brasília e o ultimo em Corrientes/ARG.

Com o título, o UniCEUB/Brasília conquista o terceiro título da Liga Sul-Americana, se transformando no maior campeão brasileiro da competição e dividindo o pódio com o Atenas/ARG como os maiores campeões.

Marcação foi implacável pra cima dos brasilienses. Deryk Ramos foi o cestinha da partida - Foto: Jose Jimenez-Tirado/FIBA Americas

O jogo
O UniCEUB/Brasília parecia não conseguir lidar com a pressão argentina que vinha tanto da quadra, quanto das arquibancadas. A diferença era notável e a equipe argentina conseguiu, logo no primeiro quarto, abrir uma diferença de 12 pontos (15×3). Visivelmente irritado, o técnico José Carlos Vidal pediu tempo e esbravejou com os jogadores, reclamando da defesa brasileira. A bronca surtiu efeito e o UniCEUB/Brasília começou uma incrível reação, diminuindo a diferença, ao fim dos dez minutos iniciais, para apenas um ponto (17×16).

Não demorou muito e, logo no primeiro minuto do segundo quarto, em um belo lance, Cipolini virou o jogo para o UniCEUB/Brasília. O San Martin esboçou algumas tentativas de reação, mas o esquadrão do planalto central parava as ofensivas do time da casa. Com pleno domínio, os candangos conseguiram ir para o vestiário com uma diferença de sete pontos (42×35).

O terceiro quarto começou com os donos da casa acabando – com uma certa facilidade – com a vantagem de sete pontos da equipe brasiliense. Coube a Jeremiah Wood, destaque da equipe argentina, dar uma enterrada e empatar o jogo, levantando a torcida da casa. O técnico candango parou o jogo mais uma vez e chamou a atenção dos atletas. Na volta do tempo, quem mais cresceu com a bronca de Vidal foi o jovem armador Deryk Ramos, que converteu três cestas de três pontos, o que deu mais tranquilidade para os visitantes fecharem o terceiro quarto com mais sete pontos de diferença (60×53).

O melhor estava para o final. O jogo ficou muito truncado, com muitas faltas. Restando cinco minutos para o fim da partida, Matias Bortolín, pelos argentinos, e Ronald, que vinha fazendo uma boa partida, saíram de quadra com cinco faltas. Jeremiah Wood resolveu levantar o San Martin, comandando a reação dos argentinos.. Contudo, o que o norte-americano produzia com o jogo rolando, ele compensava negativamente nos lances livres.
Na reta final de jogo, o UniCEUB/Brasilia vencia por 79×76. A vitória parecia estar certa, mas faltando sete segundos para acabar a partida, o armador Deryk Ramos faz falta em Lescano em uma tentativa de três pontos. O árbitro não pensou duas vezes, marcando a infração. Nas cobranças, o argentino Lescano converte os três lances para o San Martin.

Com a partida empatada, tudo apontava para mais uma prorrogação. Vidal pede tempo e arma o que seria a tentativa derradeira da partida. Assim como um “vale a pena ver de novo”, Guilherme Giovannoni encontra Deryk livre no meio da linha dos três. O camisa nove arremessa restando um segundo e converte a cesta que no último , dando a vitória ao UniCEUB/Brasília

Como não existe uma partida de Brasil e Argentina sem – ao menos – uma polemica, depois da linda cesta de Deryk, os árbitros ficaram em dúvida se a cesta tinha sido feita antes ou após o estouro do cronometro. Depois de ver e rever inúmeras vezes o lance, os árbitros, além de validar os pontos, também constataram que o San Martin ainda tinha uma chance de empatar o jogo. O San Martin teria 0,4seg para tentar alguma jogada. Contudo, o tempo não foi suficiente e a vitória ficou mesmo para a equipe brasiliense.

Foto: Jose Jimenez-Tirado/FIBA Americas

O cestinha da partida foi Deryk Ramos, com 19 pontos. Outros destaques foram Guilherme Giovannoni, com 14 pontos, e Lucas CIpolini, com 13 pontos. O maior pontuador argentino foi Jeremiah Wood, com 17 pontos.

“Brasília é a cidade que hoje respira basquete. Todo mundo conhece nossa equipe. Temos muito orgulho de representar essa cidade que é Brasília”, comemorou o ala Arthur Belchor.

O cara das finais
Assim como em Brasília, o destaque da final foi o jovem armador Deryk Ramos. O camisa nove não sentiu o peso da idade e nem da competição, chamou a responsabilidade, conseguiu armar bem o time e, quando foi preciso, resolveu sozinho. Com os implacáveis cinco arremessos de três pontos convertidos, levou o UniCEUB/Brasília à vitória.

Faça o download do poster
Para baixar o poster dos campeões da Liga Sul-Americana, clique em cima da imagem e vá em “Salvar imagem como”.

posteruniceubbrasilia

Continue Reading
Clique para deixar seu comentário

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

P