Universo/Brasília e Minas se enfrentaram na noite desta segunda-feira (10), no Ginásio da AsCEB. Em um jogo de destaque de Nezinho e Windl Graterol, o time candango venceu por 88×77 e garantiu a terceira vitória no NBB.

Graterol anotou 25 pontos no jogo e levou o Universo/Brasília à terceira vitória no NBB  - Foto: Thiago S. Araujo/Agência EB
Graterol anotou 25 pontos no jogo e levou o Universo/Brasília à terceira vitória no NBB – Foto: Thiago S. Araujo/Agência EB

A partida marcou a volta do ala Arthur Belchor às quadras, após um mês fora por conta de contusão. No entanto, o técnico do Universo, André Germano, optou por colocar Rafa Moreira no início da partida. E o camisa 9 candango comandou o primeiro período da equipe, anotando seis pontos. Enquanto isso, Nezinho deu quatro assistências. O Universo/Brasília comandou as ações e venceu o primeiro quarto por 20×12.

No segundo quarto, o Minas apertou a marcação, em busca de tirar os oito pontos de vantagem. Gegê, do clube mineiro, anotou cinco pontos. Ele só não contava com os 11 pontos anotados por Windl Graterol e as quatro assistências dadas por Nezinho no período. O Universo/Brasília foi para o intervalo na frente: 42×32.

Só que, na volta dos vestiários, o técnico Flávio Soares consertou a equipe e, em um minuto, o Minas fez 9×0 no período, obrigando o treinador brasiliense André Germano, a parar a partida. Arthur comandou a reação dos donos da casa e, quatro minutos depois, o Universo/Brasília vencia o período por 11×9. Paranhos e Coleman anotaram 14 pontos (oito e seis, respectivamente) para o Minas e, com isso, venceram a parcial por 20×15. O Universo/Brasília ainda seguia na frente: 57×52.

Nezinho foi um dos mais marcados no jogo, mas conseguiu dar 17 assistências, um recorde no NBB 11 - Foto: Thiago S. Araujo/Agência EB
Nezinho foi um dos mais marcados no jogo, mas conseguiu dar 17 assistências, um recorde no NBB 11 – Foto: Thiago S. Araujo/Agência EB

O último período veio para coroar o excelente jogo do Universo/Brasília. Rafa Moreira, com sete pontos, Nezinho, com seis, e Zach e Rafa Moreira, com cinco, cada, fizeram um jogo coletivo espetacular e deixaram os donos da casa com 20 pontos de vantagem. Mesmo com os 16 pontos anotados por Coleman no quarto, o Minas não conseguiu reverter o marcador e o Universo/Brasília apenas aguardou o fim para confirmar a vitória por 88×77.

Coleman, do Minas, foi o cestinha da partida, com 27 pontos. Graterol foi o maior pontuador do Universo/Brasília, com 25 pontos. Outros destaques candangos foram Arthur, com 17 pontos, e Nezinho, que deu sensacionais 17 assistências.

Na próxima quinta-feira, o Universo/Brasília volta às quadras, mas fora de casa. O adversário será o São José Basketball, no ginásio Lineu de Moura.