A noite inspirada do Universo/Brasília, desta vez, foi recompensada. Em jogo decidido com um erro de lance livre, os candangos bateram o Bauru por 76×75 dentro do lotado ginásio Panela de Pressão. Com o triunfo – apenas o quarto da temporada – a equipe deixa a lanterna do NBB Caixa, mas fica empatada com os mesmos 20 pontos do último colocado, Joinville-SC

O início de jogo teve domínio do Bauru. Com forte movimentação ofensiva e uma verdadeira muralha na defesa, os paulistas chegaram a abrir 12 pontos de vantagem. Foram seis bolas de fora do garrafão, três delas do ala-armador Enzo Ruiz. Mas André Germano rearrumou a marcação, e logo a equipe candanga diminuiu a diferença. O primeiro período terminou e o Universo/Brasília perdia por 28×23.

A partir do segundo quarto, a vantagem bauruense não ultrapassava os cinco pontos. A defesa brasiliense subiu a marcação para evitar os chutes de fora, e conseguiu, mas os paulistas partiram às infiltrações. Mais equilibrada, a parcial terminou com o Universo/Brasília melhor na partida, mas ainda atrás. Na descida para o intervalo, o Dragão vencia por 43×35

O papo no vestiário surtiu efeito. Mais ligado, o time candango bloqueou o passe do Bauru e, pouco a pouco, impôs-se no jogo. Comandado pelos 11 pontos de Zach Graham e pelo incansável Nezinho, o Universo/Brasília finalmente passou à liderança numa bola de três do ala/armador norte-americano. Os paulistas voltaram à frente, mas seis pontos atrás na parcial: 61 a 58, e nunca mais o Bauru esteve à frente.

No último período, André Germano controlou os nervos do Universo/Brasília. Gastando tempo, jogando simples e acertando bolas cruciais, o Lobo chegou a abrir quatro pontos de vantagem, mas, no último segundo do relógio, o ala/pivô Lucas Mariano acertou o primeiro de dois lances livres, diminuindo a diferença para um único ponto. No segundo, Lucão errou, deixando a vitória com os brasilienses.

Gigantes

Aos 35 anos, Nezinho não dosou esforços para sair de São Paulo-SP com a vitória. O camisa 23 distribuiu sete assistências – maior índice da partida – e esteve em quadra por impressionantes 35 minutos. Zach Graham foi o cestinha do jogo, com 24 pontos.

Sai, zica!

O Universo/Brasília quebra a sequência de quatro derrotas no NBB Caixa. É apenas o quarto triunfo da equipe no certame, resultado que alça a equipe aos 20 pontos. É a mesma pontuação do agora lanterna Joinville-SC, mas os candangos pulam à 13ª posição, pois venceram o confronto direto frente aos catarinenses no primeiro turno.

E agora?

Embalado pela vitória fora de casa, o Universo/Brasília só volta à quadra no próximo dia 31 para receber o Corinthians-SP no ginásio da Asceb, às 20h45. O Bauru, por sua vez, joga fora de casa, no dia 2 de fevereiro, contra o Franca.

Compartilhar