Siga Nossas Redes Sociais

Basquete

Em mais uma rodada dupla, Cerrado e Brasília Basquete saem derrotados

Escrito em

Foto: Gabriel Costa

Foto: Gabriel Costa

O Novo Basquete Brasil não está sendo fácil para Brasília. Em mais uma rodada em que os dois times jogaram em sequência, a derrota também foi comum. Dessa vez jogando antes, o Cerrado caiu frente ao Pato Basquete, por 79×68. Três horas depois, o Basquete Brasília foi superado pelo VipTech CMB em 14 pontos, 94×78.

Com as derrotas, as duas equipes continuam na parte debaixo da classificação. Enquanto o time verde é o último, com uma vitória em doze jogos, o tradicional time da capital superou apenas dois adversários, porém, em treze partidas disputadas.

O próximo jogo colocará, frente a frente, os dois times de Brasília, no clássico local. Caso vença, o Cerrado poderá ultrapassar o rival e se manter à frente nesse fim de campeonato para ambos, que seguem a passos largos para as eliminações. A partida acontecerá somente no ano que vem, no dia 06 de janeiro, às 14h30, no Ginásio Wlamir Marques, em São Paulo.

Cerrado vence terceiro quarto, mas fica 11 pontos atrás

O cerrado encara um jejum de sete jogos e está, virtualmente, eliminado. A equipe ainda tem três jogos, mas está muito abaixo daquelas equipes que avançam à próxima fase. Os debutantes venceram apenas o KTO/Caxias do Sul e estampam um aproveitamento de 8,3%.

Liderados por Augusto e Thornton, que anotaram 21 e 20 pontos, respectivamente, o Pato Basquete fez por merecer a vitória. Foram os jogadores que mais tentaram marcar pelos visitantes e foram recompensados com um alto número de unidades adicionadas ao placar.

Do lado do Cerrado, Coelho e Paulo Lourenço marcaram 18 e 16 pontos. Porém, o restante da equipe não atingiu os dois dígitos no quesito, o que pesou para a derrota.

O jogo

O primeiro tempo do Pato Basquete foi redondinho. Superior, os paranaenses trataram de descer para o vestiário com uma vantagem de onze pontos, 44×31. Mesmo com vinte minutos a disputar, a diferença era suficiente para deixar a equipe mais tranquila para o restante. Os dois destaques da vitória parcial foram aqueles já citados acima. Augusto marcou 13 pontos e Thornton, 11.

Talvez até por isso, o Cerrado conseguiu levou o terceiro quarto para conta. Paulo Lourenço foi o cestinha do período, anotando mais de 50% dos pontos de sua equipe. Dos 21, 11 foram somados pelo Ala/Armador.

Porém, o último quarto ficou para o Pato, que veio a Brasília para vencer os dois representantes da capital. Com um ataque atento e uma defesa sólida, os paranaenses pegaram dez rebotes e marcaram vinte pontos, contra dezesseis do Cerrado. Final de jogo, mais uma derrota dos brasilienses, dessa vez, por 79×68.

Brasília sai na frente, cochila e vê o Campos Mourão virar a partida

Tudo parecia encaminhado para a terceira vitória do Brasília Basquete na competição. Com um primeiro quarto de dar inveja, a equipe se tranquilizou para o segundo. Afinal, a vantagem era de dez pontos, 22×32. Jefferson foi o cestinha, com onze unidades adicionadas ao placar.

Porém, todo o basquete da equipe ficou por ali e o que se viu foi um Campos Mourão jogando com cautela, precisão e confiança. A partir daí, foi a equipe paranaense quem deu as cartas e levou os quartos. Embalados por Pierotti, que marcou 21 pontos, a equipe soube aproveitar os 41 rebotes e impor o seu jogo.

O primeiro tempo ainda acabou bom para o Brasília, 49×43, mas já demonstrava o roteiro escrito para o final. Com apenas 29 pontos, menos do que a equipe fez no primeiro quarto, os “spookys” viram um Campos Mourão somar 51. Mais que em todo tempo inicial.

Assim, os visitantes fizeram 94×78 e seguem vivos por uma vaga nos playoffs.

Gabriel Lima é jornalista e editor executivo da Esportes Brasília. Já cobriu uma Copa do Mundo da FIFA (2019).

Continue Reading
P