Siga Nossas Redes Sociais

Basquete

Cerrado perde mais uma no NBB e ainda não sabe o que é vencer na elite do basquete brasileiro

Escrito em

Foto: Wilian Oliveira/fotoatleta

O basquete de Brasília ainda não somou pontos na atual temporada do Novo Basquete Brasil. Depois do “irmão mais velho” ser derrotado na quarta, para o Caxias do Sul, hoje foi a vez do caçula, que entrou em quadra contra o Paulistano e também viu o adversário sair com a vitória por 72×61. O último quarto da equipe ficou muito aquém do visto até aqui e decidiu a partida em favor dos paulistas.

O jogo foi muito parelho, mas com momentos marcantes para os dois lados. O primeiro quarto foi favorável ao Paulistano, que aproveitou melhor as oportunidades e venceu por cinco pontos de diferença. Maique, com sete e Cauê, com seis pontos, foram os responsáveis pelo bom desempenho do esquadrão. Eles, inclusive, ficaram com 100% de aproveitamento nos arremessos.

Rafael também converteu o único arremesso que tentou e fechou os primeiros dez minutos de maneira perfeita. Mesmo que Lucas Lima também tenha acertado todas as suas tentativas, 5/5, a parcial ficou mesmo nas mãos dos adversários.

A segunda parcial foi mais equilibrada e o placar foi parelho. Marcado por muitos erros de arremessos, foram anotados apenas 27, de 75 pontos tentados, o Cerrado fechou em 14×13. Von Haydin começou a aparecer e levou os brasilienses a vitória. Ele somou seis unidades ao placar e foi o cestinha de seu time. O curioso foi que apenas dois atletas pontuaram para o Paulistano – Ruivo, com nove, e Doria com quatro pontos. No agregado, 34 a 30 para a equipe vermelha.

O terceiro quarto foi muito bom para o Cerrado. O time verde propôs o jogo e foi recompensado por isso. A vitória por 26×17, com uma boa atuação, principalmente, de Fuller e Von Haydin, colocou os brasilienses na liderança do jogo e dava muito esperança pela primeira vitória na história da competição.

Porém, os últimos dez minutos foram para apagar da memória. Muito apáticos e anulados no jogo, o aproveitamento foi de apenas 11% dos pontos tentados. Assim, o Paulistano aproveitou para massacrar o Cerrado, vencer mais uma e decretar a terceira derrota para o representante do DF. Um sonoro 21×5, dezesseis pontos de diferença, foram essenciais para a vitória no final do jogo por 72×61.

A próxima rodada vai marcar o encontro de duas equipes desesperadas pela primeira vitória na competição. O adversário será o Mogi, que perdeu a três partidas que disputou. A primeira disputa pela posse de bola está marcada para o dia 23, às 20h, no ginásio Prof. Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes-SP.

2 pts3 ptsLLsAssRebRecErros
Cerrado19/48
40%
05/21
24%
08/12
67%
11361212
Paulistano20/35
57%
06/19
32%
14/15
93%
16380915

Gabriel Lima é jornalista e editor executivo da Esportes Brasília. Já cobriu uma Copa do Mundo da FIFA (2019).

Continue Reading